Polícia prende homem condenado por roubo e corrupção de menores

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 30 de agosto de 2019 as 13:50, por: CdB

De acordo com dados do setor de Inteligência da distrital, “Magrinho” é integrante de uma quadrilha que pratica arrastões a motoristas.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Policiais da 59ª DP prenderam, na quinta-feira, Kelvey Reis Alves, conhecido como Magrinho, em cumprimento a mandado de prisão expedido pela 43ªvara criminal, pelo crime de roubo majorado e corrupção de menores.

Polícia civil prende homem condenado por roubo e corrupção de menores

Segundo informações dos agentes, a prisão de Kelvey é resultado das constantes operações da distrital realizadas na região, visando à redução de roubos de veículos e demais crimes violentos.

“Magrinho”, possui seis anotações criminais por roubo e porte ilegal de arma de fogo, foi condenado pela Justiça a 8 anos e 6 meses de prisão em regime fechado. Ele foi capturado na Comunidade Favela São Pedro, no bairro Olavo Bilac, em Duque de Caxias.

De acordo com dados do setor de Inteligência da distrital, “Magrinho” é integrante de uma quadrilha que pratica arrastões a motoristas, subtraindo carros e pertences de valor, destacando-se pela violência com que aborda as vítimas.

Ele também é considerado o principal autor de roubos a cargas na região.

O preso foi encaminhado ao sistema prisional.

Foragido do sistema penal

Policiais Civis da Polinter prenderam através de cumprimento a mandado de prisão, em Campo Grande, Sandro Almeida de Souza , 22 anos.

De acordo com os delegados Adriano França e Carina Bastos, Sandro estava evadido do sistema prisional desde setembro de 2017, onde cumpria pena por roubo qualificado.

Ainda segundo os delegados, Sandro possui anotações pelos crimes de corrupção de menores e ameaça. Ele não ofereceu resistência durante sua captura. O preso foi encaminhado a SEAP.

Violência doméstica

Policiais da Delegacia especializada de Atendimento à Mulher (São João de Meriti) prenderam Waldyr Francisco de Oliveira Brandão, em cumprimento a mandado de prisão condenatória, na quinta-feira, na Vila Rosali, em São João de Meriti.

De acordo com a delegada de polícia Ana Carla Moura, o mandado foi expedido pelo cartório do juizado criminal e da Violência Doméstica e Familiar e da Mulher, da Comarca daquela localidade, pelo crime de lesão corporal decorrente de violência doméstica.

O preso foi encaminhado à SEAP, onde ficará a disposição da justiça.

Falsa comunicação de crime

Agentes da 22ª DP (Penha) realizaram, na quinta-feira, duas prisões em flagrante pelos crimes de falsa comunicação de crime e estelionato tentado.

O primeiro capturado foi o taxista Luiz Pedro Alves De Oliveira, de 30 anos, que procurou a delegacia para informar que havia sido roubado momentos antes, em Olaria.

Entretanto, a história era apenas uma farsa para tentar receber, de maneira fraudulenta, o seguro de um banco. Após diligências, os policiais descobriram que o homem tinha acabado de contratar um seguro de um grande banco que faz a cobertura de crime de roubos e furtos.

Além disso, os agentes conseguiram localizar o aparelho celular, os cartões bancários e os demais itens que supostamente teriam sido roubados, no interior do seu veículo de trabalho.

A segunda captura foi do motorista de aplicativo Edilson Pereira Neto, de 26 anos, o qual procurou a delegacia após realizar um registro de ocorrência online.

Os policiais, após perceberem uma inconsistência em seu relato, resolveram então proceder nas investigações. Então o homem decidiu confessar que tinha sido vítima de crime, e que na verdade, realizou a falsa comunicação de furto de seus pertences para não pagar ao DETRAN a taxa para a emissão da 2ª via da CNH que havia sido extraviada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *