Polícia prende um dos maiores ladrões e clonadores de carros do Rio 

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 28 de janeiro de 2022 as 14:01, por: CdB

O criminoso também é investigado por encomendar o assalto a um veículo importado que resultou na morte do médico Cláudio Marsili, em outubro do ano passado, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da capital.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

A Secretaria de Estado da Polícia Civil (SEPOL), por meio da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), prendeu um dos maiores ladrões e clonadores de carros do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira, na comunidade do Turano, Zona Norte do Rio. A ação contou com apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE).

Polícia Civil prende um dos maiores ladrões e clonadores de carros do Rio de Janeiro

O criminoso também é investigado por encomendar o assalto a um veículo importado que resultou na morte do médico Cláudio Marsili, em outubro do ano passado, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da capital.

As informações da operação foram apresentadas na Cidade da Polícia, pelo secretário de Estado de Polícia Civil, delegado Allan Turnowski; o subsecretário de Planejamento e Integração Operacional, delegado Ronaldo de Oliveira; o diretor do Departamento-Geral de Polícia Especializada (DGPE), delegado Felipe Curi; o titular da DRFA, delegado Marcio Braga, e o titular da CORE, delegado Fabrício Oliveira.

A prisão ocorreu após uma ação de inteligência, em que foi essencial o uso do recém comprado equipamento Flir, uma câmera termográfica que tem alcance de cinco mil metros e é capaz de identificar criminosos escondidos, à noite ou no escuro, pelo calor do corpo e dos armamentos em utilização.

Roubo de carga

A equipe da 72ª DP (São Gonçalo) prendeu, na quinta-feira, um homem acusado de roubo de carga. Contra ele foi cumprido um mandado de prisão.

Os agentes receberam uma informação de que o criminoso estava em um bar, no bairro do Rocha, em São Gonçalo. Os policiais foram ao local e prenderam o homem. Um comparsa dele conseguiu fugir.

Munições são apreendidas

Agentes da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) e do Comando de Operações Especiais da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam, na quinta-feira, milhares de munições de fuzil, estojos, insumos e equipamentos para recarga de munições de uso restrito. O material foi encontrado escondido às margens do Arco Metropolitano.

A ação foi um desdobramento da operação, que aconteceu na última terça-feira, em que os policiais apreenderam 55 armas, sendo 27 fuzis, em uma casa no bairro Grajaú, Zona Norte do Rio de Janeiro. As investigações apontam que membros da organização criminosa determinaram a destruição de provas e tentaram desaparecer com o restante do material bélico que seria revendido ao tráfico de drogas. Os agentes verificaram que a carga pertencia a um homem preso em Goiânia, no dia 24 deste mês.

Diligências seguem para identificar e capturar todos os envolvidos no crime, além de encontrar todos os esconderijos utilizados pela quadrilha.​

Marmoraria clandestina

Policiais da 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) prenderam, na quinta-feira, o gerente de uma marmoraria clandestina. A ação foi realizada na comunidade César Maia, em Vargem Pequena, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

De acordo com os agentes, o criminoso foi localizado após monitoramento de inteligência da unidade. A perícia foi realizada no local e o homem capturado em flagrante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code