Polícia realiza operação para prender integrantes de milícia no Rio

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 8 de setembro de 2020 as 14:34, por: CdB

No decorrer das investigações, foi verificado que os envolvidos no crime integravam uma organização criminosa e tinham como objetivo obter vantagem indevida, mediante a prática de homicídios, roubos, extorsões, associação para o tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), em ação conjunta com a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) e a Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM), realizou nesta terça-feira, uma operação para cumprir sete mandados de prisão e 43 de busca e apreensão contra integrantes de uma organização criminosa que atua em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Três pessoas foram presas e armas e celulares apreendidos.

DHBF realiza operação para prender integrantes de milícia de Nova Iguaçu
DHBF realiza operação para prender integrantes de milícia de Nova Iguaçu

De acordo com o delegado, Moysés Santana, titular da DHBF, as investigações iniciaram em novembro de 2019 para apurar o homicídio de uma vítima carbonizada em Nova Iguaçu. No decorrer das investigações, foi verificado que os envolvidos no crime integravam uma organização criminosa e tinham como objetivo obter vantagem indevida, mediante a prática de homicídios, roubos, extorsões, associação para o tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Eles tinham como principais atividades a exploração de sinal clandestino de TV e Internet.

Ainda segundo o delegado, um dos criminosos, apontado como líder da quadrilha, tem envolvimento com a milícia e o tráfico de drogas. A apuração apontou que ele é ligado ao miliciano Wellington da Silva Braga, o “Ecko”, aos milicianos que atuam em Jacarepaguá, e ao traficante Edgar Alves de Andrade, o “Doca”, chefe de uma facção que atua no estado.

As investigações apontam que o criminoso também tinha informações sobre pessoas que eventualmente teriam recebido altas quantias em dinheiro e planejava o roubo. Uma senhora que recebeu R$ 150 mil de um seguro de vida, era um dos alvos da quadrilha.

Roubo

Agentes da 77ª DP (Icaraí) prenderam em flagrante no domingo um homem pelo crime de roubo a transeunte. Ele estava agindo em uma rua do bairro de Icaraí.

Os policiais estavam realizando ronda com a finalidade de coibir a prática de crimes na região quando perceberam que uma mulher estava sendo agredida. O autor era um homem que tentava roubar o aparelho de telefone celular da vítima e demais pertences pessoais guardados em sua bolsa.

Após a abordagem dos policiais, a vítima e o autor foram conduzidos à delegacia, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante. Os bens foram recuperados e devolvidos à vítima. Verificou-se ainda que o criminoso estava evadido do sistema prisional.

Policiais da 158ª DP (Bom Jardim) prenderam em flagrante um homem que ameaçava a ex-namorada com uma faca. A vítima compareceu à delegacia para solicitar medidas protetivas por ter sofrido ameaças de morte do autor, que não aceitava o término do relacionamento de três meses.

Diante da gravidade da conduta narrada, um policial conseguiu contato com o investigado, constatando que ele estava na porta da casa da vítima aguardando sua chegada, pois teria tentado entrar e foi impedido por familiares que informaram que ela não estava em casa.

A equipe do plantão solicitou apoio da Polícia Militar e, quando se preparava para sair em busca do investigado, ele adentrou na delegacia, acreditando que a vítima ainda estaria no local. Segundo os agentes, ele estava transtornado, aos gritos, e tinha uma faca de cerca de 20 cm na cintura. Segundo o próprio, o objeto seria usado para agredir a vítima.