Polícia do Rio promove ação contra roubo, latrocínio e receptação

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 25 de agosto de 2020 as 11:13, por: CdB

A Operação Espoliador III, realizada nesta terça-feira pela Polícia Civil do Rio de Janeiro em todo o Estado, visa cumprir mandados de prisão contra autores de roubo, receptação e latrocínio foragidos da Justiça.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

A Operação Espoliador III, realizada nesta terça-feira pela Polícia Civil do Rio de Janeiro em todo o Estado, visa cumprir mandados de prisão contra autores de roubo, receptação e latrocínio foragidos da Justiça. Já foram presas 43 pessoas, cujos mandados foram expedidos a partir de inquéritos policiais das delegacias de todo o estado e de levantamento realizado pela Polinter.

Cerca de 43 pessoas foram presas no Rio de Janeiro
Cerca de 43 pessoas foram presas no Rio de Janeiro

Já foram presas 43 pessoas, cujos mandados foram expedidos a partir de inquéritos policiais de delegacias de todo o estado e de levantamento realizado pela Polinter.

Segundo as investigações, os roubos, em grande parte, estão vinculados a organizações criminosas de tráfico de drogas, que buscam o aumento dos lucros fruto de crimes emprestando armas para a prática de diversos tipos de roubos. A operação visa prender também receptadores das cargas roubadas e latrocidas.

A polícia aponta que o crime organizado de tráfico e milícia é responsável pela maior parte dos roubos no Estado. As investigações indicam que esses grupos respondem por 79% dos roubos de veículos praticados na capital, 73% na Baixada Fluminense e 84% em Niterói e São Gonçalo, na Região Metropolitana.

O tráfico e a milícia

Quanto aos roubos de cargas, o tráfico e a milícia participam de pelo menos 65% dos casos na capital, 64% na Baixada Fluminense e 62% em Niterói e São Gonçalo.

No ano passado, a Polícia Civil indiciou 12.587 autores de roubos e prendeu 2.135 pessoas. Em 2020, com a pandemia de covid-19 e um maior número de pessoas em isolamento social, o Instituto de Segurança Pública (ISP) aponta queda – na comparação com 2019, de 42% nos roubos de rua, de 37% no roubo de veículos e de 34% nos roubos de carga, no período acumulado de janeiro a julho dos dois anos.

Facção

Policiais federais cumpriram nesta terça-feira 27 mandados de prisão preventiva e dez de busca e apreensão contra acusados de integrar facção criminosa que atua em vários Estados. O objetivo da Operação Expurgo é evitar que o grupo, que é a principal facção de São Paulo, consolide-se no Rio de Janeiro.

De acordo com a Polícia Federal (PF), investigações iniciadas em dezembro de 2018 mostraram que os líderes dessa facção tinham um plano de se expandir para o estado do Rio, por meio de alianças com grupos criminosos.

O grupo já atua no Rio, mas a polícia quer evitar que ele se estabeleça de vez no estado.

Muitas das lideranças já estão presas e continuam controlando as atividades criminosas de dentro de presídios do Rio e de outros estados, com o uso de aplicativos.

Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Criminal de Bangu, no Rio de Janeiro, e estão sendo cumpridos em seis estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Minas Gerais, Pará e Mato Grosso do Sul.

Os presos estão sendo investigados por participação em organização criminosa e tráfico de drogas e armas.