Polícia do Rio combate grupo criminoso que extorquia comerciantes 

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 6 de outubro de 2020 as 14:35, por: CdB

Policiais civis fizeram nesta terça-feira uma ação para cumprir 46 mandados de busca e apreensão contra suspeitos de extorquir comerciantes em Madureira, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

Policiais civis fizeram nesta terça-feira uma ação para cumprir 46 mandados de busca e apreensão contra suspeitos de extorquir comerciantes em Madureira, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Polícia combate grupo criminoso que extorquia comerciantes no Rio
Polícia combate grupo criminoso que extorquia comerciantes no Rio

Os alvos da operação Brutus são funcionários públicos municipais e também suspeitos de integrar milícias e quadrilhas especializadas no tráfico de drogas.

Segundo a Polícia Civil, o grupo ameaçava, coagia e extorquia ambulantes e comerciantes do bairro. As investigações apontam que eram movimentados de R$ 60 mil a R$ 90 mil por semana com as cobranças irregulares.

O grupo também é suspeito de envolvimento com assassinatos. Nos últimos dois anos, nove pessoas foram mortas, ou porque não pagaram a propina exigida ou por briga entre facções rivais, de acordo com a Polícia Civil.

O grupo também está sendo investigado por formação de quadrilha, organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro.

Fraude em compra de respiradores

Policiais federais cumpriram nesta terça-feira cinco mandados de busca e apreensão em uma operação que investiga irregularidades na compra de respiradores para tratamento de covid-19 pela Secretaria Municipal de Saúde de Japeri, no estado do Rio de Janeiro. A Operação Apneuse também cumpriu um mandado de afastamento de função pública.

Segundo a Polícia Federal, os respiradores comprados pela secretaria eram obsoletos e foram adquiridos a preços superfaturados. O prejuízo estimado das supostas fraudes aos cofres públicos é de R$ 2 milhões.

As investigações começaram em junho deste ano, com o apoio do Ministério Público Federal, da Controladoria-Geral da União (CGU) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os mandados foram expedidos pela 3ª Vara Federal de São João de Meriti e estão sendo cumpridos nos municípios de Japeri e Nova Iguaçu.

Roubo

Policiais civis da 22ª DP (Penha), em conjunto com policiais militares da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), prenderam, em flagrante, nesta terça-feira, quatro integrantes de uma quadrilha especializada em praticar roubos. Com eles foram apreendidas duas granadas, uma pistola, além de munição.

Os quatro bandidos eram das comunidades Fallet e Fogueteiro e vinham sendo monitorados pelos agentes devido à ligação com uma organização criminosa que atua no Complexo da Penha, na Zona Norte. Após cruzamento de dados de inteligência, eles foram localizados e presos no bairro Laranjeiras, Zona Sul.

Os acusados foram autuados pelos crimes de associação criminosa com arma de fogo, resistência, porte ilegal de arma de fogo e explosivo.

Receptação

Policiais da 154ª DP (Cordeiro) prenderam, na segunda-feira, um homem acusado de receptação. O autor foi flagrado em posse de um aparelho celular que havia sido furtado no interior de um coletivo, no início deste ano.

Segundo os agentes, o autor foi capturado no Centro da cidade de Cordeiro e encaminhado à unidade, onde alegou que havia comprado o aparelho. O telefone será entregue ao proprietário.

O preso será transferido ao sistema prisional.