Polícia do Rio faz ação contra furto de combustíveis em dutos da Petrobras

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022 as 11:27, por: CdB

As investigações começaram depois da prisão em flagrante de dois homens em Magé, na região metropolitana do Rio. Com a apreensão dos celulares dos presos, os policiais identificaram um grupo criminoso especializado na perfuração dos dutos, furto do combustível e receptação desse produto.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

Policiais civis do Rio de Janeiro cumpriram nesta quarta-feira 10 mandados de prisão e 26 de busca e apreensão contra suspeitos de furtar petróleo e combustíveis de dutos da Petrobras. As ações estão sendo feitas nos estados do Rio, Espírito Santo e de Minas Gerais.

Polícia faz ação contra furto de combustíveis em dutos da Petrobras

A operação Ratoeira conta com o apoio do Ministério Público do Rio de Janeiro e com a Polícia Civil do Espírito Santo. Até as 8h desta quarta-feira três pessoas já tinham sido presas, de acordo com a Polícia Civil fluminense.

As investigações começaram depois da prisão em flagrante de dois homens em Magé, na região metropolitana do Rio. Com a apreensão dos celulares dos presos, os policiais identificaram um grupo criminoso especializado na perfuração dos dutos, furto do combustível e receptação desse produto.

Organização criminosa

A comunicação entre os integrantes da organização criminosa era feita por meio de aplicativo de mensagens, onde planejavam estratégias de atuação, principalmente em áreas remotas e em horários noturnos. O grupo de mensagens instantâneas era chamado de “BR Ratobras”.

Segundo a Polícia Civil, o furto de petróleo e derivados a partir da perfuração de dutos é considerado crime de alta periculosidade social. “Além de causar prejuízos econômicos à empresa e, por via indireta, ao consumidor, cria risco concreto de vazamentos, incêndios, explosões e danos ambientais, colocando em perigo as comunidades vizinhas às faixas de dutos e o meio ambiente”, afirma em nota.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code