Polícia do Rio prende empresário por crimes contra a ordem tributária

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 5 de julho de 2021 as 13:48, por: CdB

Segundo as investigações, ele e outros comparsas foram processados por terem atuado como “doleiros” de fiscais e auditores do Estado do Rio de Janeiro, em um esquema que teria enviado ilegalmente para a Suíça mais de US$ 33 milhões, sem o pagamento de impostos.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

A equipe da Delegacia de Polícia Interestadual, Divisão de Capturas (DC-Polinter) prendeu, no domingo, um empresário condenado por crimes contra o sistema financeiro nacional e contra a ordem tributária. Segundo as investigações, ele e outros comparsas foram processados por terem atuado como “doleiros” de fiscais e auditores do Estado do Rio de Janeiro, em um esquema que teria enviado ilegalmente para a Suíça mais de US$ 33 milhões, sem o pagamento de impostos.

Polícia Civil prende empresário por crimes contra a ordem tributária

O homem estava foragido desde o ano passado. De acordo com os agentes, ele responde a processos há mais de 15 anos e já foi condenado pela Justiça Federal. O empresário efetuava operação de câmbio ilegal, escondia o dinheiro e enviava para fora do Brasil. Ele já foi sócio de um renomado ex-jogador de futebol e realizava serviços de publicidade.

O empresário será encaminhado ao sistema prisional e ficará à disposição da Justiça.

Adolescente líder de quadrilha

Policiais civis da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA) aprenderam, no sábado, um adolescente infrator acusado de fatos análogos aos crimes de roubo e de latrocínio. Ele foi apreendido no bairro do Méier, na Zona Norte, após cruzamento de dados do Setor de Inteligência da especializada.

A investigação teve início quando da apreensão de um menor integrante desta organização criminosa por agentes da DPCA em 2019. Os agentes constataram que a quadrilha era composta por integrantes maiores e menores de idade, oriundos das favelas do Rato Molhado, Jacaré e Manguinhos, sendo o menor apreendido o líder do bando.

Ele foi identificado como autor de diversos roubos de veículos nos bairros do Engenho Novo, Andaraí, Vila Isabel, Méier e Maracanã. Em todos os delitos portava arma de fogo, dava ordens aos comparsas e era extremamente violento.

A organização criminosa é apontada, ainda, como a responsável pela morte de um motorista durante um roubo ocorrido nas proximidades do Túnel Noel Rosa, na Zona Norte, em 2018.

Contra o adolescente, foi cumprido mandado de busca e apreensão, expedido pela Justiça, por crimes de roubo e latrocínio.

Roubo de telefones celulares

Policiais civis da 52ª DP (Nova Iguaçu) prenderam em flagrante, no sábado, dois homens pelo crime de roubo. Eles foram capturados em naquela cidade, após cruzamento de dados do Setor de Inteligência.

Segundo os agentes, com os autores foram encontrados os telefones celulares roubados das vítimas. Ambos já eram investigados pela unidade. Eles foram encaminhados ao sistema prisional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code