Polícia realiza operação para desarticular tráfico de drogas na Região dos Lagos

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 19 de novembro de 2019 as 14:40, por: CdB

As investigações tiveram início há cerca de cinco meses após intenso trabalho de inteligência e monitoramento e levaram a identificação do grupo criminoso.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio da 132ª DP (Arraial do Cabo), realiza na manhã nesta terça-feira a operação Latebras para desarticular uma organização criminosa de tráfico de drogas que atua em Arraial do Cabo e na Região Metropolitana do Rio.

Polícia realiza segunda fase de operação para desarticular tráfico de drogas na Região dos Lagos
Polícia realiza segunda fase de operação para desarticular tráfico de drogas na Região dos Lagos

A ação que contou com apoio dos Departamentos Geral do Interior (DGPI) e Especializadas (DGPE), além da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) é resultado da segunda fase da operação Sycomorus, realizada na semana passada. Até o momento sete pessoas foram presas.

Traficantes

As investigações tiveram início há cerca de cinco meses após intenso trabalho de inteligência e monitoramento e levaram a identificação do grupo criminoso. A apuração apontou ainda que a quadrilha que atua na Região dos Lagos mantinha ligações com criminosos de comunidades da Baixada Fluminense responsáveis por enviar as drogas para traficantes do bairro Figueira, em Arraial do Cabo.

Na ação desta terça-feira, os mandados foram cumpridos nas comunidades Parque das Missões e Parque Beira Mar, na Baixada Fluminense. Na primeira fase da investigação 18 integrantes da quadrilha foram presos em cumprimento a mandados de prisão.

Furto

Policiais da 62ª DP (Imbariê) prenderam, nesta terça-feira, em Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, Ricardo Amaro de Oliveira, em cumprimento a mandado de prisão, expedido pela 29ª Vara Criminal da Capital, pelo crime de furto qualificado.

Ricardo foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da justiça.

Armas

A Polícia Militar do Rio de Janeiro retirou de circulação, desde o início do ano, 451 fuzis, além de ter apreendido 2.735 pistolas e 2.049 revólveres. Por meio de seu perfil na rede social Twitter, a corporação classificou a marca como histórica e algo que demonstra “empenho e dedicação no combate ao crime”.

De acordo com a Subsecretaria de Inteligência da Polícia Militar, que realizou levantamento sobre a procedência dos 451 fuzis apreendidos em operações de combate às organizações criminosas, 94% dessas armas foram fabricadas no exterior, enquanto 6% são de origem nacional.

“O expressivo número de apreensões de fuzis demonstra, por um lado, a capacidade operacional dos policiais militares, mas, por outro, revela o poder do tráfico internacional de armas que abastece as facções criminosas”.

Também por meio das redes sociais, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, avaliou que não há como enfrentar o crime organizado sem “asfixiar” a circulação de armas. “Atingir a marca de 451 fuzis apreendidos pela Polícia Militar é a certeza de que estamos enfraquecendo a criminalidade”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *