Policiais procuram foragidos da Justiça no Complexo da Maré 

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 27 de outubro de 2020 as 11:30, por: CdB

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou nesta terça-feira uma operação para tentar capturar foragidos da Justiça no Complexo da Maré, na Zona Norte da cidade. Os alvos são integrantes do Comando Vermelho, a maior facção do tráfico do Estado. Ação reuniu um helicóptero e cinco blindados.

Por Redação, com Sputnik – do Rio de Janeiro

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou nesta terça-feira uma operação para tentar capturar foragidos da Justiça no Complexo da Maré, na Zona Norte da cidade. Os alvos são integrantes do Comando Vermelho, a maior facção do tráfico do Estado. Ação reuniu um helicóptero e cinco blindados.

Policiais civis procuram 100 foragidos da Justiça no Complexo da Maré no Rio de Janeiro
Policiais civis procuram 100 foragidos da Justiça no Complexo da Maré no Rio de Janeiro

Quatro pessoas foram presas nesta manhã em uma operação de uma força-tarefa de cinco delegacias, informou o site G1. A ação da polícia começou por volta das 05h00 e foca na maior facção do crime no Estado, o Comando Vermelho (CV), nas favelas Parque União e Nova Holanda, ambas no Complexo da Maré, na Zona Norte da cidade.

Os alvos principais são líderes do CV como Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, chefe do Parque União. Ele é procurado há 14 anos e tem oito mandados de prisão. Além dele, com nove mandados, está Rodrigo da Silva Caetano, o Motoboy, chefe da Nova Holanda.

A polícia acredita que a liderança do grupo é responsável pelo assalto em junho de um depósito da rede de supermercados Pão de Açúcar em Duque de Caxias quando dois vigilantes morreram. Há também um relatório de inteligência feito pela 21ª Delegacia de Polícia de Bonsucesso onde 143 veículos roubados foram levados para a Maré e usados em assaltos na Zona Sul.

A operação

Na mais dramática ação envolvendo os fugitivos está a morte de Leônidas Augusto da Silva de Oliveira, de 12 anos. No dia 9 de outubro, durante roubo de carro na Avenida Brasil, na Zona Norte, um policial rodoviário federal viu o assalto e pediu ajuda a uma viatura da Polícia Militar (PM) e no tiroteio Leônidas acabou atingido.

Também na Zona Norte do Rio, no morro da Mangueira, uma operação matutina da PM provocou troca de tiros e a morte de uma pessoa. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) recolheu um fuzil. A movimentação de moradores da favela foi interrompido. Há pelo menos um blindado no morro.

Outro episódio da manhã no Rio de Janeiro aconteceu no Morro dos Macacos. Agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da PM estavam verificando uma denúncia na comunidade quando foram atacados por criminosos e reagiram. Não há informações sobre prisões, apreensões ou feridos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *