Preço dos combustíveis no Brasil é afetado pela greve na Nigéria

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quarta-feira, 2 de julho de 2003 as 13:18, por: CdB

A greve geral na Nigéria, provocada por uma crise política, levou o governo brasileiro a desistir, por enquanto, da redução no preço dos combustíveis.

A ministra das Minas e Energia, Dilma Rousssef, tinha prometido ontem que os preços poderia cair internamente, mas recuou depois de um reunião na noite de ontem com o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, e o presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra, para avaliar a situação.

– Ficou decidido que não haverá redução enquanto os preços do barril estiverem subindo por causa da crise na Nigéria – lamentou a assessoria da Ministra.

A greve dura três dias e foi deflagrada pelos sindicatos locais devido a uma elevação de 50% no preço da gasolina. Só nos cinco primeiros meses deste ano, foram importados aproximadamente 2,1 milhões de toneladas de óleo daquele país africano. Do total das importações brasileiras de petróleo, 1/4 tem como origem a Nigéria.