Preços voltam a subir, apesar da economia ainda mais fraca

Arquivado em: Comércio, Indústria, Negócios, Serviços, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 18 de setembro de 2018 as 15:03, por: CdB

Os dados da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostraram nesta terça-feira que, na segunda prévia de setembro, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral.

 

Por Redação – de São Paulo

 

A alta dos preços dos produtos agropecuários e industriais no atacado acelerou e o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) subiu 1,34% na segunda prévia de setembro, depois de avançar 0,67% no mesmo período do mês anterior.

O preço da cesta básica teve variação mínima em fevereiro, em face da crise econômica mais aguda
O preço da cesta básica teve variação para cima, nas últimas semanas

Os dados da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostraram nesta terça-feira que, na segunda prévia de setembro, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral e apura a variação dos preços no atacado, acelerou a alta a 1,95 pro cento, de 0,95% na leitura anterior.

Os Produtos Agropecuários passaram a subir 1,83% no período de 1,37% antes, enquanto os Industriais registraram alta de 1,98%, contra 0,81% na segunda prévia de agosto.

Variação negativa

Para os consumidores a pressão no período também foi maior, uma vez que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% no índice geral, passou a subir 0,16%, depois de variação positiva de 0,05% na segunda prévia de agosto.

A principal contribuição partiu do grupo de Educação, Leitura e Recreação, que registrou avanço de 0,47%, depois de ter apresentado variação negativa de 0,46% no mês anterior.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) desacelerou a alta de 0,19% na segunda leitura de setembro, sobre avanço de 0,36% em agosto.

Contratos

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.

A segunda prévia do IGP-M calculou as variações de preços no período entre os dias 21 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *