Presidenciáveis democratas enfrentam primeiro teste em Iowa

Arquivado em: América do Norte, Manchete, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020 as 11:18, por: CdB

Majoritariamente branco e rural, Iowa é o primeiro teste das batalhas estaduais que decidirão o democrata que enfrentará Trump na eleição de 3 de novembro.

Por Redação, com Reuters – de Des Moines, Iowa

Os democratas do Iowa iniciarão o que pode ser um processo seletivo doloroso quando se reunirem em assembleias de eleitores em todo o Estado norte-americano, nesta segunda-feira, para começarem a escolher o adversário do presidente dos EUA, Donald Trump.

Biden fala durante campanha em Des Moines, Iowa
Biden fala durante campanha em Des Moines, Iowa

Em mais de 1,6 mil escolas, centros comunitários e outros locais públicos, os eleitores julgarão os 11 pré-candidatos democratas liderados pelo senador Bernie Sanders e pelo ex-vice-presidente Joe Biden, que apareceram na liderança da disputa em pesquisas recentes de Iowa.

Majoritariamente branco e rural, Iowa é o primeiro teste das batalhas estaduais que decidirão o democrata que enfrentará Trump na eleição de 3 de novembro. Após mais de um ano de campanha e mais de 880 milhões em gastos, os resultados de Iowa podem começar a fornecer respostas a um partido que tenta desesperadamente descobrir como derrotar o presidente republicano.

Os eleitores

Será que os eleitores querem alguém que cative centristas, independentes e republicanos desencantados, como os moderados Biden, Pete Buttigieg, ex-prefeito de South Bend, em Indiana, e a senadora Amy Klobuchar? Ou será que o partido deveria escolher um candidato que estimule sua base liberal e que poderia atrair novos eleitores, como os progressistas Sanders e a também senadora Elizabeth Warren?

Nas últimas semanas a disputa ficou em segundo plano, já que Sanders, Warren e Klobuchar se limitaram a fazer campanha em meio período no Iowa por terem que ficar em Washington para o julgamento do impeachment de Trump no Senado. Eles deveriam ouvir os argumentos finais nesta segunda-feira, poucas horas antes das assembleias de eleitores.

Sem respostas

Mesmo que um candidato vença no Iowa com uma vantagem considerável, os democratas podem continuar sem respostas claras quando a corrida avançar para os três outros Estados que votam precocemente, New Hampshire, Nevada e Carolina do Sul, ainda em fevereiro. E quem ainda estiver no páreo na Super Terça-Feira de 3 de março, quando 15 Estados e territórios votam, também confrontará o ex-prefeito de Nova York e bilionário Michael Bloomberg, que está dispensando os primeiros Estados e se concentrando naqueles que têm mais delegados.

Sanders, que terminou virtualmente empatado com Hillary Clinton no Iowa em sua primeira campanha presidencial em 2016, cresceu recentemente em muitas sondagens neste Estado e ultrapassou Biden.

Mas Warren e Buttigieg continuam pouco atrás, e muitas pesquisas mostram um grande bloco de eleitores indecisos no Iowa, o que cria a possibilidade de surpresas e arrancadas de última hora.