Presidente de Mianmar é transferido para lugar desconhecido

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021 as 14:21, por: CdB

Nesta sexta-feira, o porta-voz do partido Liga Nacional pela Democracia (LND), Kyi Toe, informou que o presidente de Mianmar, preso durante o golpe, foi transferido a outro edifício, localizado em um lugar desconhecido.

Por Redação, com Sputnik – de Naypyidaw

Nesta sexta-feira, o porta-voz do partido Liga Nacional pela Democracia (LND), Kyi Toe, informou que o presidente de Mianmar, preso durante o golpe, foi transferido a outro edifício, localizado em um lugar desconhecido.

O presidente de Mianmar, preso durante o golpe, foi transferido a outro edifício, localizado em um lugar desconhecido

O presidente de Mianmar, Win Myint, preso pelos militares durante o golpe de 1º de fevereiro, foi transferido do Palácio Presidencial a outro edifício desconhecido.

“O presidente foi transferido com sua família da Residência Presidencial para outro edifício”, escreveu o porta-voz em sua conta no Facebook.

Aung San Suu Kyi

Em outra postagem, o porta-voz revelou que a conselheira de Estado de Mianmar, Aung San Suu Kyi, que, de fato, é a premiê mianmarense, ganhadora do Nobel da Paz em 1991, está bem de saúde e ainda se encontra presa em casa na capital Naypyidaw.

– A senhora Aung San Suu Kyi está bem de saúde, ela está na residência da conselheira de Estado – escreveu Toe.

Na quarta-feira, o porta-voz informou que o presidente de Mianmar, que encabeça o partido LND, e a conselheira de Estado Aung San Suu Kyi foram acusados de violar a lei de gestão de desastres naturais.

Segundo dados da Associação de Assistência a Presos Políticos de Mianmar, depois do golpe, 133 membros do LND foram detidos em Naypyidaw, inclusive deputados do parlamento. Além do mais, 14 ativistas sociais foram presos em Rangum e em outras cidades. A mídia de Mianmar relatou a detecção de mais de 400 pessoas por todo o país na segunda-feira e terça.