Preso escapa de tribunal ajudado por cúmplices armados na França

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 28 de janeiro de 2019 as 13:01, por: CdB

O detento era escoltado por três agentes penitenciários. Os homens armados os ameaçaram em um primeiro momento e posteriormente dispararam contra os pneus do veículo no qual viajavam, informou Ministério da Justiça em comunicado.

Por Redação, com EFE – de Paris

Um homem detido por crimes comuns fugiu nesta segunda-feira quando chegava ao Tribunal de Grande Instância de Tarascon (sudeste da França) graças à ação de três cúmplices armados que atacaram os funcionários que o acompanhavam.

Um homem detido por crimes comuns fugiu nesta segunda-feira quando chegava ao Tribunal de Grande Instância de Tarascon

O detento era escoltado por três agentes penitenciários. Os homens armados os ameaçaram em um primeiro momento e posteriormente dispararam contra os pneus do veículo no qual viajavam, informou Ministério da Justiça em comunicado.

Os disparos não causaram feridos, mas um agente foi agredido, acrescentou a nota, que informa que foi disponibilizada uma unidade de atendimento psicológico para todos aqueles que presenciaram a cena.

O preso, detido no presídio de Béziers, a 147 quilômetros de Tarascon, conseguiu escapar com os três cúmplices.

A ação aconteceu para por volta das 8h30 (horário local, 5h30 em Brasília) e durou apenas alguns segundos, informou à emissora “BFM TV” o procurador de Tarascon, Patrick Desjardins, que acrescentou que o grupo tinha preparado a intervenção minuciosamente.

A Procuradoria abriu uma investigação que está nas mãos da Polícia Judicial de Marselha.

O fugitivo é um homem de 27 anos com um amplo histórico de crimes comuns, entre eles roubos com arma e em bando organizado, e segundo a BFM TV estava preso desde o final de 2017.

O procurador detalhou que ele estava submetido a um nível de vigilância “normal”.

Um funcionário da seção penitenciária do sindicato CGT, Karim Terki, afirmou ao jornal local “La Provence” que o detento tinha tentado escapar em uma passagem anterior pela prisão, e criticou a administração do presídio por não ter tomado mais medidas a respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *