Primeiramente, Moro destrói a Odebrecht, e agora é contratado para salvar a construtora

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 30 de novembro de 2020 as 14:00, por: CdB

“A contratação de Moro está alinhada com o compromisso estratégico da A&M em desenvolver soluções para as complexas questões de disputas e investigações, oferecendo aos clientes a expertise de um ex-funcionário do governo brasileiro”, diz a nota da consultoria.

Por Redação – de São Paulo

A consultoria Alvarez & Marsal (A&M), com sede nos EUA e que administra a recuperação judicial da Odebrecht e OAS, confirmou nesta segunda-feira que o ex-ministro e ex-juiz da Operação Lava Jato, Sérgio Moro é o mais novo associado da companhia. Assim, Moro, que como juiz quebrou as duas empresas, passa a trabalhar na gestão do desastre causado por ele próprio.

Moro é contratado para advogar em favor da Odebrecht, empresa que ele ajudou a praticamente falir durante a Lava Jato

“A contratação de Moro está alinhada com o compromisso estratégico da A&M em desenvolver soluções para as complexas questões de disputas e investigações, oferecendo aos clientes da consultoria e seus próprios consultores a expertise de um ex-funcionário do governo brasileiro”, diz a nota da consultoria, após ressaltar que Moro será “sócio-diretor, com sede em São Paulo, para atuar na área de Disputas e Investigações”.

Investigação

“Durante seu mandato, foi juiz presidente em processos criminais complexos, tanto nacionais como internacionais, incluindo a Operação Lava Jato, maior iniciativa de combate à corrupção e lavagem de dinheiro da história do Brasil. A Lava Jato gerou uma onda anticorrupção não só no Brasil, mas em toda a América Latina.

“Tanto como ministro quanto como juiz federal, Moro colaborou com autoridades de países da América Latina, América do Norte e Europa na investigação de casos criminais internacionais relacionados a suborno, lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e crime organizado”, resume a nota.