Procedimento estético irregular provoca mais uma vítima

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 1 de novembro de 2018 as 13:22, por: CdB

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, a jovem, de 25 anos, deu entrada na unidade hospitalar com lesão grave em região glútea, provocada por aplicações.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

A comerciante Ângela Eleutério é mais uma vítima de procedimento estético irregular no Rio de Janeiro. Ela está internada há 15 dias no Hospital Municipal Rocha Faria, em Campo Grande, Zona Oeste, após ter realizado um procedimento nos glúteos em sua própria casa.

Procedimento estético irregular provoca mais uma vítima no Rio

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, a jovem, de 25 anos, deu entrada na unidade hospitalar com lesão grave em região glútea, provocada por aplicações.

A Secretaria informou que Ângela está sendo acompanhada pela equipe médica em tratamento para estabilização do quadro clínico.

Até o momento, a Polícia Civil não deu informações sobre as investigações do caso.

Filho de Pitanguy

Os desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio mantiveram a suspensão da habilitação para dirigir de Ivo Nascimento de Campos Pitanguy, filho do cirurgião plástico Ivo Pitanguy, falecido em 2016, aos 90 anos, de parada cardíaca.

A defesa pedia a absolvição do motorista, o que foi negado pelos magistrados. Em 2015, Ivo dirigia embriagado e em alta velocidade pela Gávea, Zona Sul do Rio, quando atropelou e matou o operário José Ferreira da Silva.

José trabalhava nas obras de expansão do Metrô. O atropelador acabou beneficiado com liberdade provisória após pagar fiança de R$ 100 mil e foi indiciado por homicídio doloso.

Na época do acidente, Ivo Pitanguy possuía 70 multas de trânsito e mais de 200 pontos na carteira, a maioria por dirigir embriagado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *