Procon ajuda consumidores de Vigário Geral e Padre Miguel na solução de problemas

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 6 de junho de 2019 as 13:31, por: CdB

Quem tiver questões pendentes na área de defesa do consumidor poderá contar com o órgão, gratuitamente, para resolver as situações.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Servidores de Procon Carioca estiveram nesta quinta-feira,, na Praça Catolé do Rocha, em Vigário Geral (Zona Norte), e na Praça dos Abrolhos, em Padre Miguel Zona Oeste), com ações de apoio e orientação a consumidores , para ajudar na solução de problemas junto a fornecedores ou prestadores de serviços. Quem tiver questões pendentes na área de defesa do consumidor poderá contar com o órgão, gratuitamente, para resolver as situações.

O Procon Carioca Itinerante é um programa que faz visitas regulares a diferentes bairros

Quem estiver interessado no auxílio do Procon Carioca deverá levar identidade, CPF e comprovante de residência, além de um documento que comprove a compra do produto ou a prestação do serviço que seja objeto de reclamação. Servem boletos, notas fiscais ou recibos. As respostas aos consumidores que se sentirem prejudicados serão enviadas em até 30 dias.

O Procon Carioca Itinerante é um programa que faz visitas regulares a diferentes bairros, numa forma de aproximar os consumidores do órgão. Mas as ações são realizadas ao longo de todo o ano, de variadas maneiras. Confira alguns dos instrumentos disponíveis para sua reclamação ou pedido de ajuda:

A adoção de espaços públicos

A adoção de espaços públicos cariocas por empresas e cidadãos tem sido incentivada pela Prefeitura do Rio, a partir do programa Adote.Rio, plataforma lançada no ano passado com essa finalidade. Toda semana novos adotantes aparecem. Desta vez, os locais beneficiados ficam nas Zonas Norte e Sul.

A Praça Doutor Álvaro de Bragança, na Tijuca, foi adotada pelo condomínio do edifício Conde Afonso Pena. E o canteiro central da Rua Fonte da Saudade, entre a Lagoa e o Humaitá, na altura dos números 61 e 77, tem como adotante um morador da área, Roberto Thedim Duarte Cancella. Nos dois casos, os termos de adoção foram assinados por dois anos, para serviços de manutenção e conservação.

Comunicado da Fundação Parques e Jardins (FPJ), vinculada à Secretaria Municipal de Conservação, informa sobre as duas adoções na edição de terça-feira,, do Diário Oficial do Município.

Interessados em adotar espaços públicos ou monumentos podem procurar informações no site do Adote.Rio (veja acima) ou pessoalmente na sede da FPJ no Campo de Santana (Centro). Outra opção é pelo telefone 2224-8088, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *