Programa da ONU de ajuda ao Iraque gerenciou US$46 bilhões

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quinta-feira, 20 de novembro de 2003 as 12:56, por: CdB

O programa bilionário das Nações Unidas para o Iraque, “Petróleo por Alimentos”, responsável pelo fornecimento de alimentos para a população durante o período de embargo econômico, termina nesta semana. O programa, que gerenciou US$ 46 bilhões, foi o maior de toda a história da organização. Projetos humanitários financiados pela receita de petróleo nas áreas de educação, saúde e energia foram algumas das atividades realizadas. A partir de amanhã, a coordenação de qualquer ajuda ficará sob a responsabilidade da Autoridade Provisional da Coalizão, controlada pelos Estados Unidos.

O “Petróleo para Alimentos” começou em 1996 e alimentou aproximadamente 60% dos 27 milhões de iraquianos durante sete anos, enquanto o regime de Saddam Hussein estava sob sanções internacionais. Ele permitiu o governo vender petróleo para comprar comida e suprimentos humanitários. 

– Podemos dizer sem hesitação que a ONU cumpriu sua missão, apesar do tamanho e complexidade do programa, e o transferirá, de maneira ordenada, no dia 21, conforme a Resolução 1.483 do Conselho de Segurança- Disse Benon Sevan, diretor-executivo do programa.

Durante sua existência, o programa “Petróleo por Alimentos” progressivamente implantou melhoramentos em saúde, educação e infra-estrutura pública. Antes da invasão do Iraque, em março, havia 893 funcionários de vários países, junto com 3.600 iraquianos, trabalhando no programa. Outros 44 mil iraquianos trabalhavam especificamente na distribuição de alimentos no país.