Programa Luz Maravilha instala 1,5 mil luminárias de LED na Rocinha

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 22 de abril de 2021 as 13:48, por: CdB

A maior favela da América Latina vai ganhar nova iluminação. A prefeitura, por meio da Rioluz, começou a instalar na Rocinha 1,5 mil novas luminárias de LED. A iniciativa faz parte do Luz Maravilha, parceria público-privada que vai modernizar todo o sistema de iluminação pública da cidade até 2022, com 450 mil pontos.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

A maior favela da América Latina vai ganhar nova iluminação. A Prefeitura, por meio da Rioluz, começou a instalar na Rocinha 1,5 mil novas luminárias de LED. A iniciativa faz parte do Luz Maravilha, parceria público-privada que vai modernizar todo o sistema de iluminação pública da cidade até 2022, com 450 mil pontos. Na comunidade, o programa vai beneficiar cerca de 70 mil moradores.

A previsão é instalar 1.500 luminárias de LED na Rocinha

Desde o início de janeiro, a Rioluz tem feito a revisão do cronograma do Luz Maravilha e um dos critérios utilizados para a implementação do programa é o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

A Rocinha tem um IDH de 0,732, considerado um dos mais baixos da cidade, mesmo estando numa região de classe média alta, o que marca um profundo contraste urbano na paisagem da região. Outros critérios analisados para a instalação das novas luminárias são mancha criminal, índice de apagamentos das lâmpadas e regiões de maior vulnerabilidade social.

– Essa entrega só é possível porque priorizamos os locais mais carentes da cidade privilegiando quem mais precisa. A modernização em um local tão simbólico é sinal do compromisso da Prefeitura do Rio com o carioca  – declarou o presidente da Rioluz, Bruno Bonetti.

– Já são mais de 25 mil luminárias instaladas na cidade. Iluminar a Rocinha é resgatar a autoestima e trazer mais segurança para essa grande comunidade – contou a secretária de Infraestrutura, Katia Souza.

Postes da Rioluz

O programa Luz Maravilha contempla também a modernização de todos os postes da Rioluz, que representam 15% dos postes existentes na cidade.

A parceria público-privada inclui a implementação de serviços dentro do conceito de cidade inteligente (smart city), com a instalação de 10 mil câmeras de segurança, sendo que 40% delas contarão com tecnologia de reconhecimento facial; cinco mil pontos de Wi-Fi; quatro mil sensores de resíduos sólidos em bueiros; e seis mil sensores de sinais de trânsito, que vão melhorar o fluxo do tráfego.

Construções irregulares

Uma ação conjunta da Secretaria Municipal de Conservação (Seconserva) com a Subprefeitura de Jacarepaguá na Praça Soldado Mário Kosel Filho, no Anil, na quarta-feira, terminou com a  notificação dos responsáveis por três construções irregulares erguidas em área pública.

O trabalho foi conduzido pela Coordenadoria Técnica de Operações Especiais (Coope), vinculada à Seconserva.

Das edificações sem licença, uma era usada como garagem, outra como lava a jato e a terceira ainda estava em construção. Os responsáveis foram orientados a retirar seus pertences, bem como a paralisar as obras. Por se tratar de uma área pública, as três construções irregulares serão demolidas.