Proibição de aglomeração na Alemanha inviabiliza Maratona de Berlim

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 22 de abril de 2020 as 12:03, por: CdB

A Maratona de Berlim não ocorrerá em setembro conforme era o planejado, depois que a Alemanha proibiu reuniões públicas de mais de 5 mil pessoas até 24 de outubro devido à pandemia de covid-19, disseram os organizadores.

Por Redação, com Reuters – de Berlim/Toronto

A Maratona de Berlim não ocorrerá em setembro conforme era o planejado, depois que a Alemanha proibiu reuniões públicas de mais de 5 mil pessoas até 24 de outubro devido à pandemia de covid-19, disseram os organizadores.

Atletas participam da Maratona de Berlim
Atletas participam da Maratona de Berlim

Eles não especificaram se o evento, no qual os últimos sete recordes mundiais da prova masculina foram estabelecidos, será adiado ou cancelado por completo.

“Soubemos na conferência de imprensa do Senado de Berlim em 21 de abril que, de acordo com a portaria de contenção, todos os eventos com mais de 5 mil pessoas serão proibidos até 24 de outubro”, afirmaram os organizadores em comunicado.

“Isso se aplica a muitos de nossos eventos, mas principalmente à Maratona de Berlim, que não poderá ocorrer nos dias 26 e 27 de setembro como planejado.”

Maratona de Berlim

“Vamos agora abordar as consequências da proibição oficial de nossos eventos, coordenar os próximos passos e informá-los o mais rápido possível”, acrescentaram.

A Maratona de Londres, que estava programada para domingo, foi adiada para 4 de outubro por causa do vírus, que infectou 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo, causando mais de 172,9 mil mortes.

Camisa de Michael Jordan do “Dream Team”

Uma camisa utilizada por Michael Jordan no “Dream Team” da seleção de basquete dos Estados Unidos que disputou as Olimpíadas de Barcelona, em 1992, foi vendida por 216 mil dólares, disse na segunda-feira a casa de leilões Robert Edwards Auctions.

O lance vencedor foi o segundo maior da história para uma camisa de Jordan, depois dos US$ 274 mil pagos por um item utilizado pelo astro nas Olimpíadas de 1984.

Jordan autografou a camisa branca de malha com “Best Wishes/Michael Jordan” na altura do lado direito do peito.

A camisa foi inicialmente arrematada em setembro de 1992, em um leilão de gala para caridade, por US$ 17,5 mil.

Além de Jordan, o time de basquete dos EUA que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1992, apelidado de “Dream Team”, contava com os membros do hall da fama Magic Johnson, Larry Bird, Scottie Pippen, Karl Malone, Patrick Ewing, Charles Barkley, Clyde Drexler, John Stockton, David Robinson e Chris Mullin.

– Michael Jordan é indiscutivelmente o atleta mais icônico de todos os tempos, vencendo seis títulos da NBA e duas medalhas de ouro olímpicas – disse em comunicado o presidente da Robert Edward Auctions, Brian Dwyer.

– Colecionadores aproveitaram uma rara oportunidade de possuir uma camisa de Jordan do ‘Dream Team’ de 1992, o maior time de basquete da história – acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *