Projetos de energia renovável ganham reforço, no país

Arquivado em: Destaque do Dia, Energia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 18 de novembro de 2021 as 13:21, por: CdB

O projeto solar deve receber investimentos da ordem de R$ 1,7 bilhão, com início de construção na primeira metade de 2022 e entrada em operação comercial na segunda metade de 2023. Já o projeto eólico receberá ao menos R$ 700 milhões, e a perspectiva é iniciar as obras em 2024, segundo comunicado.

Por Redação, com Reuters – de Porto Alegre

O Grupo Electra e a Vinci Partners anunciaram, nesta quinta-feira, uma parceria para implantação de projetos de energia renovável na Bahia e no Rio Grande do Sul, que demandarão investimentos de R$ 2,5 bilhões nos próximos anos. A parceria prevê a construção de um complexo solar de quase 500 MWp na Bahia e uma usina eólica de 120 MW no Rio Grande do Sul.

Eólico
Mais campos de energia eólica são instalados no Nordeste brasileiro

O projeto solar deve receber investimentos da ordem de R$ 1,7 bilhão, com início de construção na primeira metade de 2022 e entrada em operação comercial na segunda metade de 2023.

Parque eólico

O projeto eólico receberá ao menos R$ 700 milhões, e a perspectiva é iniciar as obras em 2024, segundo comunicado.

Os projetos vêm sendo desenvolvidos pela Gradiente Energias Renováveis, empresa do Grupo Electra focada no desenvolvimento e investimento em empreendimentos de energia limpa para o mercado livre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code