PT de maceió se articula sem Heloísa Helena

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quarta-feira, 3 de dezembro de 2003 as 08:40, por: CdB

O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores em Maceió está dando demonstração que a senadora Heloísa Helena nem entra na disputa interna pelo executivo municipal nas eleições de 2004. Nenhuma das tendências internas do partido ofereceu o nome da senadora. A tendência Democracia Socialista (DS), a mesma da senadora, apresentou o nome da pré-candidata à prefeita de Maceió, o da dirigente do Sindicato do trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal), Lenilda Lima.
    

O sindicalista Edmilson Cavalcante sai da disputa interna e, em seu lugar, entra a procuradora de Estado Cláudia Amaral, da corrente PT de Cara Própria e presidente municipal do partido. O deputado estadual, Paulo Fernando dos Santos, mantém sua candidatura. Ele integra a corrente Articulação, a mesma do presidente Lula e do chefe do Gabinete Civil, José Dirceu. A médica Ângela Lopes, indicada pela corrente Articulação de Esquerda, também continua sustentando o seu nome.
    

 À exceção da corrente liderada pelo deputado Paulão, todas as outras repudiam as alianças com os partidos da atual base aliada do governo Lula. Enquanto o PT nacional dá sinais claros de que pretende ampliar o leque de alianças para os partidos da base do Governo, em Brasília, em Alagoas a conversa pode ser outra. Isto porque os grupos mais à esquerda concordam com a opinião da senadora, quando critica a política de alianças do partido.