O PT de Lula deveria ter somado forças com a esquerda paulista, mas ainda é tempo

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado domingo, 4 de outubro de 2020 as 12:55, por: CdB

O mais importante seria uma união da esquerda em torno de um programa de governabilidade, com projetos e atividades bem definidas em função de certas prioridades a serem atacadas no imediato. Aliás esta proposição é válida para outras municipalidades!

Por Marilza de Melo Foucher – de Paris

O Lula deveria ter insistido em uma candidatura comum da esquerda em São Paulo, sabendo de que se trata do berço do conservadorismo político brasileiro. O contexto atual exige da esquerda ousadia e estratégia política. Reconquistar a Cidade de São Paulo é fundamental!

Guilherme Boulos (PSOL) reúne o apoio da esquerda, em São Paulo, e incomoda o candidato oficial do governo Bolsonaro
Guilherme Boulos (PSOL) reúne o apoio da esquerda – exceto o PT –, em São Paulo, e incomoda o candidato oficial do governo Bolsonaro

O mais importante seria uma união das esquerdas em torno de um programa de governabilidade, com projetos e atividades bem definidas em função de certas prioridades a serem atacadas, no imediato. Aliás esta proposição é válida para outras municipalidades! O candidato escolhido assinaria um contrato de adesão ao programa. Apesar do encaminhamento ter sido outro em São Paulo, ainda temos tempo de se unir. Eu penso que Boulos é o candidato mais aguerrido para contra-argumentar com os conservadores responsáveis da catástrofe Brasil, que permitiu a ascensão da extrema direita ao poder.

Existe uma urgência política em São Paulo e nunca é tarde para contextualizar esta realidade. Vocês podem e devem construir conjuntamente um Programa de governabilidade, como já citei acima. Estou um pouco desinformada sobre as modificações da lei eleitoral e não sei se um o candidato do PT pode ainda desistir e apoiar o Boulos levando em conta esta situação.

Solução

Penso que qualquer candidato oriundo da esquerda deve dizer para os eleitores o que se vai fazer e como fazer durante a gestão municipal. Deve dizer como a população será informada sobre as finanças da prefeitura. Já de imediato anunciar o pedido de um balanço sobre o total dos recursos disponíveis na prefeitura. Em seguida, alocar uma previsão de recursos para as prioridades de maior urgência. Depois um novo orçamento será elaborado levando em conta o programa estabelecido em comum acordo com os representantes dos partidos de esquerda e centro esquerda. 

A população tem uma expectativa de saber como cada problema será resolvido! Para cada problema existe uma solução, como diz o próprio companheiro Lula. 

Como gerar concretamente renda para lutar contra o desemprego. Não se deve perder tempo com muito blá, blá, blá, nada de discurso prolixo. Hoje precisamos resgatar a credibilidade política! Por esta razão, temos que demonstrar que a política se arquiteta no quotidiano. E é localmente que a cidadania política de cada eleitor ou eleitora é exercida com participação e responsabilidade cívica. Cada eleitor ou eleitora será em seguida um ator político no local de sua morada.

Alternativa

Os conselhos municipais podem voltar a ser um local onde a política do quotidiano se concretiza. Trata-se de uma instância do poder local que vai pressionar o poder legislativo a votar as leis que beneficiam a população ajudando também ao prefeito no cumprimento de suas promessas eleitorais. Será a partir da conquista do poder local que vamos salvar o Brasil das mãos dos teocráticos fundamentalistas e da extrema direita. 

É localmente que podemos pôr em pratica uma concepção de desenvolvimento com inclusão, respeitando o meio ambiente criando alternativas de ecodesenvolvimento territorial, onde todos os setores se articulam dentro de uma visão integrada. Assim, a economia se dinamiza com o meio ambiente com o social, com a cultura, com a política. Agir local e pensar global!

A esquerda deve ser apresentada como uma alternativa credível rompendo assim, com a caricatura que os meios de comunicações sempre impuseram à população brasileira. Eles vendem a falsa moral e o ideal da direita conservadora visando manutenção do status quo da Casa Grande.

Bem estar

A esquerda é plural, porém, ela tem em comum os valores de fraternidade, solidariedade, da liberdade e do respeito aos direitos humanos. Todos têm direito a usufruir ao bem estar social e a ter igualdades de chances. 

Perdoe me alonguei demais e ninguém vai ter paciência de me ler…Vou continuar na frustração de sonhar sozinha por um futuro melhor para as municipalidades brasileiras.

Marilza de Melo Foucher é jornalista, economista e correspondente do Correio do Brasil, em Paris.