Punta del Este puxa retomada turística no Uruguai

Arquivado em: Últimas Notícias, Viagens
Publicado quinta-feira, 27 de agosto de 2020 as 14:16, por: CdB

Além dela, a pequena Colonia del Sacramento também é um dos destinos preferidos da população uruguaia.

Punta del Este é um conhecido destino turístico na América do Sul. O local faz ainda mais sucesso para quem gosta de jogar uma roleta ou quer ganhar um dinheiro extra se divertindo em cassinos. A cidade está repleta de atividades para quem se interessa pela modalidade.

A paisagem de Punta del Este é inesquecível
A paisagem de Punta del Este é inesquecível

Em tempos de coronavírus, no entanto, qualquer deslocamento ficou mais complicado. A Organização Mundial da Saúde ainda espera que a população mundial respeite o isolamento social e saia de casa apenas para o essencial. No Brasil, a doença já vitimou mais de cem mil pessoas.

No Uruguai, onde o coronavírus não teve tanta incidência, já que o governo adotou um rigoroso isolamento social, as atividades começam a ser retomadas. E um dos destinos que têm puxado a alta do turismo no país é Punta del Este. Mas não só ele, como apontam autoridades locais.

O subsecretário de Turismo, Remo Monzeglio, disse que apesar do “choque inicial”, há que se considerar que o público que tem se deslocado pelo país com segurança e respeitando as medidas de segurança adotadas pelo governo. 

“Nas fontes termais de Daymán abriram 50% dos hotéis e tiveram uma ocupação razoável. Em particular, o hotel Salinas de Almirón, que é o único hotel de água salgada e é a unidade deste tipo mais próxima de Montevidéu, trabalhou acima de 75%. Em períodos curtos, as distâncias também são importantes”, disse o executivo.

Maior procura

“Colônia está sendo redescoberta pelos uruguaios quando era um destino sempre voltado principalmente para os argentinos por um motivo lógico, que é a distância de Buenos Aires. Tem cada vez mais procura e para os próximos fins-de-semana as reservas vão sendo feitas nos hotéis que foram inaugurados. Fazemos um bom balanço geral com uma expectativa melhor. Não podemos receber grandes volumes de pessoas, mas estamos recebendo cada vez mais, gradativamente”, explicou Monzeglio.

De acordo com a informação da Câmara de Turismo, durante as férias de julho a oferta turística oscilava entre 30% da capacidade total de operadores que o país possui, com uma ocupação que se situava a cerca de 50% dessa percentagem habilitada.

“Não se compara com anos anteriores. A verdade é que havia bons níveis de ocupação nos fins de semana, principalmente nas fontes termais, Colônia e no resto do interior profundo, mas por exemplo Montevidéu, que trabalha essencialmente com turismo estrangeiro, não existia. O bom é que ficou demonstrado que existe uma vontade eventual de sair. Vamos conseguir nos recuperar”, disse o presidente da Câmara de Turismo do Uruguai, Juan Martínez.