Quebra de patentes das vacinas recebe o apoio do papa Francisco

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 8 de maio de 2021 as 16:18, por: CdB

O tom da mensagem do papa Francisco é semelhante ao discurso proferido pelo papa em sua bênção de Natal no ano passado, quando ele criticou os que colocam as “leis de mercado e de patentes de invenções sobre as leis do amor”.

Por Redação, com Ansa – de Roma

O papa Francisco voltou a defender, neste sábado, a quebra temporária de patentes de vacinas contra a covid-19, pauta que ganhou novo impulso após ter sido encampada pelo governo dos Estados Unidos. Em mensagem em vídeo para o show virtual Vax Live, que reúne dezenas de artistas para arrecadar fundos para financiar a distribuição de imunizantes contra o novo coronavírus no mundo, o líder católico afirmou que é necessário “abandonar nossos individualismos e promover o bem comum”.

Papa Francisco fez um discurso contra a busca do lucro sem olhar para o lado humano da pandemia do novo coronavírus

Além disso, defendeu que “um espírito de justiça nos mobilize para assegurar o acesso universal a vacinas e a suspensão temporária dos direitos de propriedade intelectual”.

— A pandemia colocou todos em crise, mas não se esqueçam que não saímos iguais de uma crise, saímos melhores ou piores — afirmou o papa.

Variante

Francisco também declarou que o “vírus do individualismo” não torna as pessoas “mais iguais nem mais irmãs”, porém as deixa “indiferentes ao sofrimento dos demais”.

— Uma variante desse vírus é o nacionalismo fechado, que impede, por exemplo, um internacionalismo das vacinas. Outra variante é quando colocamos as leis de mercado ou de propriedade intelectual acima das leis do amor e da saúde da humanidade — ressaltou.

O tom da mensagem é semelhante ao discurso proferido pelo papa em sua bênção de Natal no ano passado, quando ele criticou os que colocam as “leis de mercado e de patentes de invenções sobre as leis do amor”.

O pleito pela quebra das patentes de vacinas anticovid é liderado pela Índia e por países da África, mas ganhou o apoio dos EUA na última quarta-feira, quando o governo Biden disse que “tempos extraordinários exigem medidas extraordinárias”.

Bloqueios

A União Europeia, por sua vez, ainda está reticente e afirma que a suspensão dos registros de propriedade intelectual não é suficiente para resolver o problema da falta de doses no mundo.

— Não achamos que possa haver uma solução mágica de curto prazo sobre a propriedade intelectual — afirmou neste sábado o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

Líderes da UE cobram que os EUA revoguem os bloqueios a exportações de imunizantes.

— De 400 milhões de doses produzidas, exportamos 200 milhões. Fomos mais lentos com as campanhas na Europa porque fomos abertos desde o início. Os EUA, por enquanto, só exportaram 5% ao Canadá e ao México — disse o presidente da França, Emmanuel Macron.

Até o momento, já foram aplicadas cerca de 1,26 bilhão de doses de vacinas anticovid em todo o mundo, segundo o portal Our World in Data, mas somente 19,7 milhões (1,7%) na África, embora o continente abrigue mais de 15% da população global.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code