Rafael Nadal anuncia que não disputará torneios de aquecimento antes de Wimbledon

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 10 de junho de 2019 as 13:35, por: CdB

O espanhol sagrou-se campeão novamente no saibro de Paris ao derrotar o austríaco Dominic Thiem no domingo, ficando apenas dois títulos de Grand Slam atrás do recorde de 20 troféus detido pelo suíço Roger Federer.

Por Redação, com Reuters – de Paris

O tensista espanhol Rafael Nadal disse que não disputará torneios de aquecimento antes de Wimbledon, mas garantiu que está confiante de que poderá lutar por um terceiro título no Grand Slam de Londres, após conquistar seu 12º troféu em Roland Garros.

Rafael Nadal posa com a taça de campeão de Roland Garros

O espanhol sagrou-se campeão novamente no saibro de Paris ao derrotar o austríaco Dominic Thiem no domingo, ficando apenas dois títulos de Grand Slam atrás do recorde de 20 troféus detido pelo suíço Roger Federer.

O jogador de 33 anos vai voltar para o Mallorca para recarregar as baterias antes de ir a Wimbledon no final do mês.

Nadal venceu no All England Club em 2008 e 2010, mas seu retrospeceto na grama londrina desde então tem sido misto, embora tenha chegado à semifinal no ano passado.

– Eu sei que joguei um grande evento no ano passado. Eu fiquei muito perto de conquistar outro título lá – disse Nadal, que foi eliminado por Novak Djokovic em uma semifinal épica no ano passado, a repórteres em Paris.

– Como todos sabem, eu adoro jogar na grama. E como todos sabem, eu não posso jogar tantas semanas seguidas como fazia há 10 anos, oito anos atrás.

– Então eu não vou jogar antes de Wimbledon. A experiência diz que ter a preparação certa, então, praticar bem, e talvez um par de partidas, eu não sei, antes disso.

Nadal sofreu com problemas no joelho ao longo de sua carreira e não pôde jogar em Wimbledon em 2009 e 2016.

O.J. Simpson

O ex-jogador de futebol americano e personalidade da TV O.J. Simpson disse que ele e sua família superaram o “julgamento do século”, no qual foi absolvido de um duplo assassinato, mas obrigado a pagar milhões de dólares em uma ação civil, de acordo com uma reportagem exclusiva da Associated Press.

Simpson disse em uma entrevista à AP que “a vida está boa”.

Ele refletiu sobre o iminente 25º aniversário dos assassinatos de sua ex-esposa e o amigo dela amigo e os julgamentos criminal e civil subsequentes na entrevista na manhã desta segunda-feira.

Simpson foi inocentado dos homicídios em um julgamento criminal, mas mais tarde foi responsabilizado em um julgamento civil.

Feliz e saudável, ele está morando em Las Vegas, e nem ele nem seus filhos querem lembrar e falar sobre as mortes de sua ex-esposa, Nicole Brown Simpson, e do amigo dela, Ronald Goldman, no dia 12 de junho de 1994, disse ele à AP.

– Não precisamos voltar a reviver o pior dia de nossas vidas – disse, admitindo se tratar de um assunto de que “nunca mais tratarei. Minha família e eu avançamos para o que chamamos de ‘zona sem negatividade’. Nós nos concentramos nas coisas positivas”.

Simpson passou nove anos na prisão depois de ser condenado por roubo e sequestro em outro caso, relacionado a uma disputa sobre memorabília esportiva, e foi solto em 2017.

Em 1995 um júri o absolveu dos assassinatos de Nicole e Goldman, mas em 1997 ele perdeu uma ação civil de morte por negligência e um tribunal civil o forçou a pagar US$ 33,5 milhões.

Ele disse à AP que tem sido bem tratado no Estado de Nevada e que está vivendo longe dos holofotes nacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *