Rafael Nadal está pessimista sobre retorno do tênis antes de 2021

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 5 de maio de 2020 as 13:35, por: CdB

A pandemia levou ao cancelamento de Wimbledon e ao adiamento do Aberto da França para setembro, enquanto o Aberto dos Estados Unidos, programado para acontecer normalmente no final de agosto, ainda está incerto.

Por Redação, com Reuters – de Madri/Roma

Rafael Nadal não espera voltar a jogar tênis competitivo até 2021 devido à pandemia de coronavírus, que alterou grande parte do calendário deste ano.

Rafael Nadal enfrenta o sérvio Novak Djokovic em final do Aberto de Roma
Rafael Nadal enfrenta o sérvio Novak Djokovic em final do Aberto de Roma

– Espero que possamos voltar antes do final do ano, mas, infelizmente, acho que não – disse o número 2 do mundo ao jornal espanhol El País nesta terça-feira.

A pandemia

A pandemia levou ao cancelamento de Wimbledon e ao adiamento do Aberto da França para setembro, enquanto o Aberto dos Estados Unidos, programado para acontecer normalmente no final de agosto, ainda está incerto.

Nadal, no entanto, disse que praticamente descartou o restante do ano e está mirando o Aberto da Austrália em janeiro de 2021 como o próximo torneio que ele jogará.

– Estou procurando me preparar para 2021 –  acrescentou o espanhol.

– Estou mais preocupado com o Aberto da Austrália do que com o final deste ano. Acho que 2020 está praticamente perdido. Espero que possamos recomeçar no próximo ano, realmente espero que seja esse o caso.

Provas de ciclismo

O Giro d’Italia começará em 3 de outubro e a Volta da Espanha será realizada a partir de 20 de outubro, informou a União Internacional de Ciclismo (UCI) nesta terça-feira, ao publicar seu calendário fortemente revisado em meio à crise de covid-19.

Algumas das principais corridas de um dia também serão realizadas em outubro, contribuindo para um mês frenético de ciclismo após paralisação de quase todo o esporte mundial desde março por causa da pandemia.

A corrida Milão-San Remo ocorrerá em 8 de agosto, Liège-Bastogne-Liège em 4 de outubro, Tour des Flandres em 8 de outubro, Paris-Roubaix em 25 de outubro e Tour da Lombardia em 31 de outubro.

A UCI informou em seu site que o novo calendário dará a diferentes tipos de corredores mais oportunidades para provas em um curto espaço de tempo.

“Corridas de etapa alternadas e corridas de um dia em agosto permitirão aos ciclistas gradualmente se adaptar ao ritmo da competição após três meses de atividades limitadas”, afirmou.

A UCI disse no mês passado que o Tour de France será realizado de 29 de agosto a 20 de setembro, depois que a entidade suspendeu as corridas de elite até 1º de agosto.

O Giro ocorrerá por 23 dias, terminando em 25 de outubro, enquanto a Volta está programada para terminar em 8 de novembro, após corte das três primeiras etapas que seriam disputadas na Holanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *