Rafael Nadal perderá torneios de Pequim e Xangai por lesão no joelho

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 19 de setembro de 2018 as 12:18, por: CdB

O espanhol lidera o ranking mundial com 8.760 pontos, 1.860 à frente de Federer e 2.315 adiante de Djokovic, de volta à boa forma.

Por Redação, com Reuters – de Londres/Zadar, Croácia 

O tenista número 1 do mundo, Rafael Nadal, disse nesta quarta-feira que não disputará a etapa asiática do circuito da ATP para se recuperar de uma lesão no joelho sofrida no Aberto dos Estados Unidos, uma decisão que aumentará as chances de Novak Djokovic terminar o ano no topo do ranking.

Rafael Nadal no Aberto dos EUA

Nadal foi forçado a abandonar a semifinal contra o argentino Juan Martin del Potro em Nova York por causa do que mais tarde disse ser uma tendinite no joelho direito, e agora perderá os torneio de Pequim e Xangai no mês que vem.

Djokovic, sexto cabeça de chave no Aberto dos EUA, derrotou Del Potro na final e conquistou seu segundo título de Grand Slam neste ano, chegando à terceira posição do ranking, atrás de Nadal e Roger Federer.

– Tive que desistir da semifinal do Aberto dos EUA, e na segunda-feira passada estive com médicos em Barcelona para analisar a situação do meu joelho – escreveu Nadal no Twitter.

– Embora os problemas no meu joelho não sejam nada novo, decidi, juntamente com minha equipe médica e técnica, não participar da turnê asiática para me recuperar.

O espanhol lidera o ranking mundial com 8.760 pontos, 1.860 à frente de Federer e 2.315 adiante de Djokovic, de volta à boa forma.

Como Federer está reduzindo o número de torneios que joga, no ano passado o suíço só disputou os eventos de Xangai, da Basileia e o ATP Finals depois do Aberto dos EUA, Djokovic agora é o favorito a destronar Nadal.

Copa Davis

Borna Coric manteve a calma para vencer um emocionante duelo com o jovem Frances Tiafoe no domingo e levar a Croácia à final da Copa Davis pela segunda vez em três anos, com uma monumental vitória por 3 a 2 sobre os Estados Unidos.

Coric, de 21 anos, perdia por dois sets a um antes de virar e derrotar o estreante de 20 anos Tiafoe por 6-7 (0), 6-1, 6-7 (11), 6-1 e 6-3. O jogo brecou a reação dos norte-americanos, que haviam saído de um 2 a 0 contra na série para empatar em 2 a 2.

No jogo anterior, Sam Querrey havia feito jus à aposta do capitão Jim Courier ao vencer o talismã da casa Marin Cilic após quase ficar dois sets a zero contra no placar: 6-7 (2), 7-6 (6), 6-3 e 6-4.

No entanto, com tudo em jogo na quinta partida da série, o primeiro duelo entre dois dos jovens mais promissores do tênis, Coric conseguiu superar a perda de dois tiebreaks muito diferentes entre si para marcar o último ponto da Croácia, que agora encara a França na final.

– Isso foi inacreditável. É o momento mais especial de toda a minha vida – disse um emocionado Coric na quadra depois da partida.

Os franceses, que derrotaram a Espanha por 3 a 2 na outra semifinal em Lille, terão vantagem em casa no confronto de novembro e esperam vingar a derrota por 3 a 2 para os croatas na semifinal de 2016.

A “Copa do Mundo do tênis” também vai repetir a final da Copa do Mundo na Rússia, com os franceses, 10 vezes campeões da Copa Davis, novamente favoritos para bater os croatas, cujo único título aconteceu em 2005.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *