Rafael Nadal vence Stefanos Tsitsipas e se classifica para final na Austrália

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 24 de janeiro de 2019 as 12:24, por: CdB

Tsitsipas, considerado a grande surpresa do torneio ao eliminar Roger Federer e chegar à primeira semifinal de Grand Slam com apenas 20 anos, não resistiu aos golpes do espanhol, que venceu o jogo com parciais de 6-2, 6-4 e 6-0, em 1h46m.

Por Redação, com EFE e Reuters – de Melbourne

O espanhol Rafael Nadal segue implacável no Aberto da Austrália e nesta quinta-feira fez mais uma vítima ao vencer o jovem grego Stefanos Tsitsipas, sensação do torneio, por 3 sets a 0, e conquistar assim uma vaga na final do primeiro Grand Slam do ano.

O espanhol Rafael Nadal segue implacável no Aberto da Austrália

Tsitsipas, considerado a grande surpresa do torneio ao eliminar Roger Federer e chegar à primeira semifinal de Grand Slam com apenas 20 anos, não resistiu aos golpes do espanhol, que venceu o jogo com parciais de 6-2, 6-4 e 6-0, em 1h46m.

Agora, o espanhol espera a partida entre o sérvio Noavk Djokovic e o francês Lucas Pouille para saber contra quem disputará a final do torneio de Melbourne.

Nadal tentará levantar seu segundo título no Aberto da Austrália depois do conquistado há 10 anos diante do suíço Roger Federer.

Kvitova vence e se classifica

A tenista tcheca Petra Kvitova, número 6 no Ranking do WTA, não encontrou dificuldades para derrotar a americana Danielle Collins (35) por 2 sets a 0, com parciais de 7-6 (2) e 6-0, em 1h30, de partida, nesta quinta-feira, se classificando para a final do Aberto da Austrália.

Kvitova, que fará sua primeira final em Melbourne, encerrou o sonho da americana, que em sua estreia no primeiro Grand Slam do ano, conseguiu alcançar a semifinal.

Na decisão, a bicampeã em Wimbledon enfrentará a japonesa Naomi Osaka (4), que na outra semifinal derrotou a tcheca Karolina Pliskova (8), por 2 sets a 1, com parciais de 6-2, 4-6 e 6-4 em 1h50 de partida.

Karolina Pliskova

A tenista tcheca Karolina Pliskova, número 7 do Ranking da WTA, conseguiu uma virada histórica, na quarta-feira, após estar perdendo por 5-1 no ultimo set e conseguir superar a americana Serena Williams (16) por 2 sets a 1, com parciais de 6-4, 4-6 e 7-5, em 2h10 de partida.

– Eu estava quase no vestiário e agora percebo que estou aqui falando como a vencedora da partida – admitiu uma surpreendida Pliskova, que avançou para a semifinal do primeiro Grand Slam do ano.

Serena, campeã em Melbourne em seis oportunidades, foi prejudicada com uma torção no tornozelo quando vencia o terceiro set por 5-1. A adversária de Karolina por uma vaga na final será a japonesa Naomi Osaka (4), que venceu a ucraniana Elina Svitolina (6).

– Ela (Naomi Osaka) está mostrando um ótimo nível de desempenho, especialmente neste último ano, e estou ansiosa para poder continuar neste nível – comentou Pliskova, que mantém uma vantagem de 2-1 para a japonesa.

Djokovic

Novak Djokovic alcançou a semifinal do Aberto da Austrália pela sétima vez na quarta-feira, depois que o oitavo cabeça-de-chave Kei Nishikori deixou a partida por lesão enquanto perdia por 6-1, 4-1 no duelo das quartas de final.

O principal cabeça-de-chave e seis vezes campeão Djokovic enfrentará o francês Lucas Pouille, pela primeira vez semifinalista do Grand Slam, na sexta-feira, disputando um lugar na final de domingo.

O segundo cabeça-de-chave Rafael Nadal e o prodígio grego Stefanos Tsitsipas disputarão a outra semifinal na quinta-feira. Djokovic, tentando conquistar o recorde de sete títulos em Melbourne, não conseguiu chegar à semifinal nas últimas duas edições, quando enfrentava um problema no cotovelo.

Mas, o tenista voltou à sua melhor forma, e é o grande favorito para ganhar o terceiro título consecutivo de um Grand Slam, após vencer em Wimbledon e no Aberto dos Estados Unidos.

– Esse tem sido o meu Grand Slam mais bem-sucedido de toda a minha carreira, o primeiro que eu ganhei foi em 2008. Como eu disse na quadra, eu tenho muitas memórias bonitas da Arena Rod Laver – disse a repórteres.

– Sim, os últimos dois anos foram um pouco difíceis com a lesão no cotovelo e tudo mais – acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *