Reação do Talebã a protestos é cada vez mais violenta, diz ONU

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 10 de setembro de 2021 as 13:54, por: CdB

Protestos e manifestações, muitas vezes liderados por mulheres, representam um desafio para o novo governo islâmico do Talebã, que tenta consolidar seu controle desde que capturou a capital Cabul quase um mês atrás.

Por Redação, com Reuters – de Cabul

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (Acnur) disse nesta sexta-feira que a reação do Talebã a marchas pacíficas no Afeganistão é cada vez mais violenta, visto que as autoridades usam munição letal, cassetetes e chicotes e já causaram a morte de ao menos quatro manifestantes.

Forças do Talebã tentam parar os manifestantes perto da embaixada do Paquistão em Cabul

Protestos e manifestações, muitas vezes liderados por mulheres, representam um desafio para o novo governo islâmico do Talebã, que tenta consolidar seu controle desde que capturou a capital Cabul quase um mês atrás.

Direitos humanos

– Vemos uma reação do Talebã que, infelizmente, é severa – disse Ravina Shamdasani, porta-voz de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), em Genebra, acrescentando que a entidade documentou a morte de quatro manifestantes a tiros.

Mas ela disse que alguns ou todos podem ter resultado de tentativas de dispersar manifestantes com disparos.

Ela acrescentou que a ONU também recebeu relatos de buscas de participantes dos protestos de casa em casa. Jornalistas que cobrem os protestos também são intimidados.

– Em um caso, um jornalista supostamente ouviu, enquanto era chutado na cabeça, que ‘você tem sorte de não ter sido decapitado – disse Shamdasani. “Realmente há muita intimidação de jornalistas simplesmente tentando fazer seu trabalho.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code