Real Madrid demite técnico da base que criticou equipe principal

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 1 de março de 2019 as 13:44, por: CdB

Durante a derrota do Real para o Barça, na qual o time foi eliminado da Copa do Rei pelo placar agregado de 4 a 1, Benito criticou especialmente os meio-campistas.

Por Redação, com Reuters – de Madri

O Real Madrid demitiu o técnico de seu time juvenil, Álvaro Benito, depois que ele fez comentários negativos sobre o time principal em um programa de rádio durante a derrota de 3 a  0 para o Barcelona na partida de volta da semifinal da Copa do Rei na quarta-feira.

Jogadores do Real Madrid posam para foto antes de partida contra o Barcelona pela Copa do Rei

Em um comunicado publicado no Twitter nesta sexta-feira, Benito disse: “Respeito a decisão do clube, que sempre defendi quando apareci na mídia. Sempre me senti capaz de falar livremente sobre o clube que amo”.

– Parto sem ressentimento e sempre serei grato ao clube por tudo que me deu como jogador e em meu primeiro passo como técnico.

O Real Madrid não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

Segundo reportagens da mídia espanhola, Raúl González, ex-atacante do Real, sucederá Benito no comando do time sub-18.

Durante a derrota do Real para o Barça, na qual o time foi eliminado da Copa do Rei pelo placar agregado de 4 a 1, Benito criticou especialmente os meio-campistas Toni Kroos e Casemiro em sua avaliação arrasadora da atuação dos campeões europeus na rádio Cadena Ser.

– O problema é que há jogadores que estão jogando muito abaixo de seu nível – disse.

– Estou falando de Casemiro, que no momento não é bom o suficiente para jogar nem um minuto pelo Real Madrid. Kroos é fantástico quando o vento está a favor, quando está contra ele, abandona o navio.

Valencia elimina Betis

O Valencia se classificou para enfrentar o Barcelona na final da Copa do Rei, na primeira final em 11 anos, após vencer o Real Betis por 1 a 0 no estádio Mestalla na quinta-feira, com um gol de Rodrigo Moreno no segundo tempo, que estabeleceu uma vitória por 3 a 2 no agregado.

O Valencia, que levantou o troféu em sua última aparição na final do torneio em 2008, enfrentará o Barcelona, 30 vezes campeão, na decisão, que ocorre em 25 de maio no estádio do Betis, o Benito Villamarín, em Sevilla.

O time do técnico Marcelino correu atrás de um empate por 2 a 2 na partida de ida, após sair perdendo por 2 a 0, e um empate sem gols em casa já o classificaria por conta dos gols fora de casa. A equipe se mostrou preparada para resistir à pressão, convidando o Betis a ter mais posse de bola.

Após melhores chances para os visitantes no primeiro tempo, o Valencia demonstrou maior ambição na segunda etapa e saiu na frente aos 11 minutos, em jogada bem trabalhada na área por Kevin Gameiro, que cruzou para Moreno apenas empurrar para as redes e marcar o gol da classificação.

O Barcelona, que venceu as últimas quatro edições da competição, bateu o Real Madrid por 3 a 0 fora de casa na véspera, com vitória de 4 a 1 no agregado, na outra semi-final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *