Receita deve cancelar oito milhões de CPFs em janeiro de 2004

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado segunda-feira, 1 de dezembro de 2003 as 22:54, por: CdB

A Receita Federal deve cancelar, no final de janeiro de 2004, 8 milhões de CPFs de contribuintes que deixaram de entregar a Declaração de Isento em 2002 e 2003. No ano passado foram cancelados 10 milhões por falta de entrega da Declaração por dois anos consecutivos.

Mas o contribuinte que deixou de entregar a Declaração de Isento não precisa esperar. A regularização do CPF ameaçado de cancelamento pode ser feita, a qualquer tempo, no Banco do Brasil, Caixa Econômica e Correios, ao custo de R$ 4,50.

A Receita recebeu este ano aproximadamente 55,5 milhões de Declarações Anuais de Isento – DAI. O prazo de entrega, iniciado em agosto, terminou no dia 28 de novembro. O resultado é 15,6% superior ao atingido no ano passado, quando 48 milhões de contribuintes entregaram o documento à Receita.

A entrega via lotérica foi, mais uma vez, o meio preferido. 58% dos contribuintes escolheram essa modalidade. A internet vem em segundo, seguida pelo Receitafone, SRF, Lotérica e Banco do Brasil.   

De acordo com o supervisor nacional do Imposto de Renda, o crescimento no número de declarações entregues este ano se deve à mudança de hábito dos contribuintes, que já se acostumaram a fazer a declaração todos os anos. “Grande parte dos contribuintes isentos que faziam a declaração somente quando o CPF estava para ser cancelado, passaram a fazê-la todos os anos. Criou-se um hábito”, diz Joaquim Adir.