Recife: centro de acolhimento de vítimas de violência doméstica tem atendimento ampliado

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 4 de agosto de 2021 as 14:28, por: CdB

No mês conhecido como o Agosto Lilás, para intensificar o acolhimento a mulheres vítimas de violência, a Secretaria da Mulher do Recife descentralizou a atuação do Centro de Referência Clarice Lispector que agora atende nos Compaz Eduardo Campos, no Alto Santa Terezinha; Dom Helder Camara, no Coque; e no Ariano Suassuna, no Cordeiro. 

Por Redação, com Brasil de Fato – de Brasília

No mês conhecido como o Agosto Lilás, para intensificar o acolhimento a mulheres vítimas de violência, a Secretaria da Mulher do Recife descentralizou a atuação do Centro de Referência Clarice Lispector que agora atende nos Compaz Eduardo Campos, no Alto Santa Terezinha; Dom Helder Camara, no Coque; e no Ariano Suassuna, no Cordeiro.

A artista plástica Dani Acioli doou à Secretaria da Mulher um desenho da série ‘Minha natureza é amar, minha fortaleza é amor’, que colore as paredes das Salas da Mulher

Cada Compaz terá uma “Sala da Mulher”, que será responsável pelo primeiro acolhimento das cidadãs. O atendimento e o acompanhamento posteriores poderão ser feitos também na sede do Centro.

Para humanizar os ambientes de atendimento às mulheres, as Salas da Mulher foram preparadas com mobiliário e organização adequados no sentido de acolher e evitar a exposição das vítimas.

Medidas preventivas

De acordo com a secretária da Mulher do Recife, Glauce Medeiros, as salas dos Compaz já atuavam com medidas preventivas em relação à violência contra a mulher, mas agora o trabalho vai ter uma ampliação importante com a descentralização do Centro de Referência Clarice Lispector.

– As salas da secretaria da Mulher dos Compaz tinham o papel de prevenção, faziam rodas de diálogos, grupos de debates, sessões de cinema. Hoje a gente inaugura um novo momento, essas salas vão fazer também primeiro acolhimento e o atendimento da mulher em situação de violência. Qualquer mulher que chegar a sala precisando de ajuda, a equipe vai acolher, acompanhar e fazer os encaminhamentos necessários – esclareceu ela.

A descentralização do Centro Clarice Lispector é uma das ações de um mês de programação do Agosto Lilás da Secretaria da Mulher. Mais realizações serão divulgadas ao longo do mês.

No Brasil, a Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, foi um marco para coibir a violência doméstica e familiar contra as mulheres. Para lembrar a data, foi instituído o Agosto Lilás, que visa intensificar a divulgação e conscientizar a população sobre a legislação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code