Recuperação quase miraculosa de Bolsonaro levanta suspeitas de especialista em saúde

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 8 de setembro de 2018 as 14:43, por: CdB

Alegadamente esfaqueado na quinta-feira, o quadro de saúde do capitão do Exército, afastado da corporação em um processo disciplinar, não apresentou “nenhuma intercorrência nas últimas 24 horas”, informou o hospital Albert Einstein em boletim médico, nesta manhã.

 

Por Redação – do Rio de Janeiro e São Paulo

 

Candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro permanece “consciente e em boas condições clínicas”, segundo boletim médico, divulgado neste sábado. A pronta recuperação do representante fascista na corrida presidencial foi tão bem sucedida que chamou a atenção de especialistas em saúde.

Bolsonaro, fazendo o sinal característico de truculência, recupera-se quase que miraculosamente
Bolsonaro, fazendo o sinal característico de truculência, recupera-se quase que miraculosamente

Alegadamente esfaqueado na quinta-feira, o quadro de saúde do capitão do Exército, afastado da corporação em um processo disciplinar, não apresentou “nenhuma intercorrência nas últimas 24 horas”, informou o hospital Albert Einstein em boletim médico, nesta manhã.

O documento explica que Bolsonaro permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) depois de ter sofrido o atentado num evento de campanha e passar por uma delicada cirurgia de emergência em Juiz de Fora (MG).

Evolução

“Os exames de imagem e laboratoriais realizados durante avaliação médica mostraram resultados estáveis. Encontra-se em boas condições cardiovascular e pulmonar, sem febre ou outros sinais de infecção. Mantém jejum oral, recebendo nutrientes por via endovenosa”, descreve o boletim, assinado pela equipe médica do hospital.

De acordo com o hospital, será dada continuidade ao tratamento clínico, “sem necessidade de procedimento no momento”. A melhora foi surpreendente, a ponto de Bolsonaro ser movimentado do leito para a poltrona no início desta tarde. Ele foi fotografado, fazendo o costumeiro gesto de beligerância, por um de seus filhos,

Diante da defesa do candidato extremista, de uma solução ainda mais violente para o país, o pesquisador e tutor do curso de Bioética aplicada às Pesquisas Envolvendo Seres Humanos, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz); Carlos Alberto Oliveira afirma que Bolsonaro perdeu “a oportunidade de evoluir”.

“O pior é quando nos é dada a oportunidade de aprender que o amor deve vencer o ódio. Olha o tal candidato fazendo foto simulando armas nas duas mãos…”, escreveu Oliveira, em uma rede social.

Fake

Acostumado a situações de emergência e análise do quadro clínico dos pacientes, Oliveira chama atenção para um possível exagero no noticiário sobre o candidato neofascista.

“Realmente, o candidato Bolsonaro tem um organismo muito forte. Menos de 72 horas, ele sofreu um trauma abdominal por arma branca, em choque, hemorragia intracavitária grave; foi submetido a uma laparotomia exploradora; ruptura de alças intestinais.

“Fez transfusões sanguíneas, instalou uma colostomia temporária, gravou vídeo poucas horas da cirurgia (que viralizou nas redes sociais) enfim… Ou ele é um cara muito forte (MESMO), ou…FAKE”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *