Região serrana permanece em estágio de atenção após chuvas no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 21 de novembro de 2018 as 12:42, por: CdB

O município de Macaé faz o monitoramento da região por meio do gabinete de crise, montado pela prefeitura no último dia 8, a partir de um decreto de Situação de Emergência.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

As chuvas intensas que atingiram o Rio de Janeiro no dia anterior provocaram alagamentos e deslizamentos em diversos municípios. Na capital Fluminense, bolsões d’água causaram problemas no trânsito em vários pontos. Já na região serrana, uma das mais afetadas, as cidades de Petrópolis, Nova Friburgo e Teresópolis permanecem em estágio de atenção ainda nesta quarta-feira, em razão da previsão de continuidade das chuvas.

As chuvas intensas que atingiram o Rio de Janeiro no dia anterior provocaram alagamentos e deslizamentos em diversos municípios

Em Petrópolis, as chuvas alcançaram o volume de 196 milímetros (mm) em 96 horas. A Defesa Civil registrou sete ocorrências na terça-feira e duas residências foram interditadas preventivamente após terem sido atingidas por deslizamentos de terra; sete moradores foram orientados a permanecer em casas de parentes. Quedas de barreiras e de uma árvore também foram registradas na cidade.

Em Nova Friburgo, houve um deslizamento que não deixou vítimas. A Defesa Civil ainda não identificou se o incidente foi causado por razões naturais ou se por intervenção humana. Em Teresópolis, um buraco se abriu em via pública no bairro Agriões, mas a Secretaria de Serviços Públicos já trabalha para reparar o dano.

Macaé

O município de Macaé faz o monitoramento da região por meio do gabinete de crise, montado pela prefeitura no último dia 8, a partir de um decreto de Situação de Emergência. O documento, emitido quando a cidade decretou estado de calamidade, tem o objetivo de adotar medidas de emergência para solução dos problemas causados pelas chuvas.

Desta vez, a Defesa Civil registrou pontos de alagamentos em alguns bairros e o canal do Capote, na Linha Verde, transbordou na manhã de terça-feira, quando a cidade registrou 41,4 mm de chuva na área central e 37mm na região serrana. Segundo a prefeitura, o trânsito não foi afetado.

A prefeitura informa que os bairros Nova Esperança, Malvinas, Ilha Leocádia, Águas Maravilhosas e Ajuda de Baixo são as áreas mais sensíveis do município por serem próximas a rios e canais e abrigarem populações ribeirinhas.

Capital

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, nesta quarta-feira o tempo permaneceu instável devido aos ventos em altitude e a umidade. O céu deve permanecer de encoberto a nublado, com possibilidade de chuva fraca a qualquer hora do dia. A máxima prevista é 26°C e a mínima de 16°C.

A Marinha do Brasil emitiu um comunicado sobre o período de ressaca do mar, alertando sobre ondas de 2,5 metros de altura que podem atingir a orla do Rio até as 16h desta quarta. A recomendação é que a população evite banho e prática de esporte no mar, bem como a permanência em mirantes e na orla.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *