Registros de crimes caem no Rio durante o carnaval

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 8 de março de 2019 as 13:30, por: CdB

Os roubos de rua caíram 16%: 1.527 em 2018 e 1.289 em 2019. Os roubos de veículos tiveram pequena redução: de 589 no carnaval do ano passado caíram para 586 no deste ano.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O Instituto de Segurança Pública (ISP) informou na quinta-feira que os indicadores criminais caíram durante o carnaval deste ano no Rio de Janeiro. Segundo o ISP, os homicídios dolosos tiveram queda de 33%: foram 58 no carnaval deste ano e 86 no do ano passado.

Os roubos de rua caíram 16%: 1.527 em 2018 e 1.289 em 2019

Os roubos de rua caíram 16%: 1.527 em 2018 e 1.289 em 2019. Os roubos de veículos tiveram pequena redução: de 589 no carnaval do ano passado caíram para 586 no deste ano.

Segundo o governo do Rio de Janeiro, os números ainda precisam ser auditados.

A Secretaria de Policia Militar do Rio de Janeiro mobilizou 10.840 policiais e 1.056 durante os dias de folia. Foram feitas no período 398 prisões e 80 apreensões de adolescentes envolvidos em crime, além do recolhimento de mais de 60 armas.

Chuva forte e ventania

A chuva forte que atingiu o Rio no fim da tarde de quarta-feira provocou bolsões d’água em vários bairros e queda de 19 árvores sobre a rede de alta tensão e a rede de iluminação pública, interditando ruas e avenidas.

Duas árvores caíram na pista da Linha Vermelha, que liga o Rio às cidades da Baixada Fluminense. Uma das árvores caiu na altura da Cidade Universitária, na Ilha do Fundão, onde ficam os campi da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a outra na altura de Nova Iguaçu, impedindo parcialmente a pista em direção à Baixada Fluminense. A chuva e a ventania deixaram sem energia a quadra da Estação Primeira de Mangueira, campeã do carnaval deste ano.

Na Ilha do Governador, Zona Norte da cidade, foram registradas várias quedas de árvore. Uma árvore caiu na Estrada dos Três Rios, no acesso à Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá e interdita temporariamente a via. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio) os motoristas que se deslocam para o Grajaú devem seguir pela faixa reversível implantada na Estrada do Pau Ferro. Agentes de tráfego orientam motoristas no local.

Segundo o Centro de Operações da prefeitura do Rio, a chuva já perdeu força e se desloca rapidamente para o oceano. Há pontos de alagamento também na Ilha do Governador e em São Cristóvão.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que houve registro de rajada de vento moderado, com velocidade de 45 quilômetros por hora (km/h) na Estação Marambaia e de 40 km/h, na Vila Militar.

Angra 2 é desligada para manutenção

A Eletronuclear informou na quinta-feira que desconectou a usina nuclear Angra 2 do Sistema Interligado Nacional (SIN). Segundo a empresa, a usina foi desconectada ontem (6), às 22h51, para manutenção no sistema de resfriamento do gerador elétrico, na parte não nuclear da usina. A previsão é que o trabalho dure três dias.

Essa é a segunda vez que a usina é desconectada este ano. Em janeiro, o desligamento ocorreu na parte não nuclear da usina devido à atuação da proteção elétrica de um dos transformadores principais do circuito de 500 kV.

A usina de Angra 2 começou a operar comercialmente em 2001. Com potência de 1.350 megawatts, é capaz de atender ao consumo de uma cidade de 2 milhões de habitantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *