Reino Unido registra mais de 300 ataques a agentes de emergência

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 21 de maio de 2020 as 10:24, por: CdB

Mais de 300 processos foram instaurados por ataques a policiais e outros trabalhadores de emergência durante o primeiro mês de confinamento no Reino Unido para conter a pandemia de covid-19.

Por Redação, com Reuters – de Londres/Roma

Mais de 300 processos foram instaurados por ataques a policiais e outros trabalhadores de emergência durante o primeiro mês de confinamento no Reino Unido para conter a pandemia de covid-19, informou o Serviço de Procuradoria da Coroa nesta quinta-feira.

Manifestante é cercado por policiais em Londres
Manifestante é cercado por policiais em Londres

Dentre os ataques, 313 frequentemente envolveram policiais e equipes de emergência sendo alvo de tosse ou cuspe por pessoas que alegavam estar contaminadas, enquanto outros 62 casos envolveram agressões a trabalhadores de lojas, informou o CPS.

– É uma vergonha que trabalhadores essenciais, que trabalham duro, continuem sendo abusados ​​durante uma emergência de saúde, e eu avisei repetidamente que qualquer pessoa que o faça enfrentaria graves queixas criminais – disse Max Hill, diretor de processos públicos.

Hill alertou que qualquer pessoa que se disser contaminada pelo vírus e tossir ou cuspir nos trabalhadores de emergência enfrentará acusações de agressão e, possivelmente, dois anos de prisão.

Coronavírus

No domingo, a polícia informou ter interrogado um suspeito pela morte de um trabalhador ferroviário que morreu de covid-19 depois de ter sido alvo de cuspe por um homem que disse ter o vírus.

O Reino Unido anunciou a quarentena em 23 de março e os números da Procuradoria da Coroa remetem a processos até o final de abril.

Rastrear covid-19

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse na quarta-feira que um programa para rastrear e monitorar casos suspeitos de terem entrado em contato com pessoas que testaram positivo para a covid-19 estará em vigor até 1º de junho.

Ele afirmou que o governo terá reunido 25 mil rastreadores até o início do próximo mês, capazes de rastrear 10 mil novos casos por dia, enquanto o número total de testes diários chegaria a 200 mil.

– Temos uma confiança crescente de que teremos um teste, um acompanhamento e uma operação que serão imbatíveis e, sim, isso estará em vigor em 1º de junho – disse Johnson ao Parlamento em resposta ao líder trabalhista da oposição, Keir Starmer.

O premiê inicialmente disse a Starmer que estava confiante de que a medida estaria em vigor nessa data se outras condições fossem atendidas e que fosse “inteiramente provisório”.

Itália

A Itália deixou a pior parte da emergência da covid-19 para trás e, à medida que as restrições são lentamente suspensas, o país deve agora entrar na nova fase com confiança e responsabilidade, disse o primeiro-ministro Giuseppe Conte nesta quinta-feira.

– Podemos dizer que o pior está para trás… não podemos parar para esperar uma vacina, caso contrário ficaríamos com uma sociedade e um sistema de produção comprometidos irreparavelmente – afirmou Conte, descrevendo o recente pacote de estímulo do governo no Parlamento.

O premiê também disse que os bancos “podem e devem fazer mais, especialmente para acelerar os procedimentos para conceder empréstimos garantidos pelo Estado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *