Reino Unido vai impor medidas mais rigorosas para combater Covid-19

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 12 de março de 2020 as 10:44, por: CdB

O número de casos confirmados de coronavírus em todo o Reino Unido subiu para 456 na quarta-feira, ante 373 no dia anterior. Oito pessoas com o vírus morreram.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O premiê britânico, Boris Johnson,  comandou uma reunião de emergência nesta quinta-feira na qual deve aprovar que a resposta ao coronavírus avance para a “fase de adiamento”, o que inclui medidas mais rigorosas de contenção do vírus.

Premiê britânico, Boris Johnson, durante entrevista coletiva sobre o coronavírus
Premiê britânico, Boris Johnson, durante entrevista coletiva sobre o coronavírus

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, impôs amplas restrições a viagens da Europa para os EUA na quarta-feira, depois que o Reino Unido e a Itália anunciaram bilhões de dólares em estímulo, na tentativa de evitar uma recessão.

Comitê de emergência

Johnson presidirá uma reunião do comitê de emergência do Reino Unido, conhecido como COBR, nesta quinta-feira, por volta de 13h15 (horário de Brasília), e espera-se que avance os protocolos da “fase de contenção” para a chamada “fase de adiamento”, disse um porta-voz.

O plano britânico para lidar com o surto tem três fases principais: contenção, adiamento e mitigação.

Medidas de distanciamento social

Na fase de adiamento, as chamadas medidas de distanciamento social, como fechamento de escolas, mais trabalho dentro de casa e redução de eventos em larga escala serão consideradas, embora não sejam necessariamente aprovadas imediatamente.

O número de casos confirmados de coronavírus em todo o Reino Unido subiu para 456 na quarta-feira, ante 373 no dia anterior. Oito pessoas com o vírus morreram.