Reino Unido propõe adiar cúpula climática da ONU para novembro de 2021

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 27 de maio de 2020 as 13:51, por: CdB

O Reino Unido propôs receber em novembro de 2021 uma cúpula climática da Organização das Nações Unidas (ONU) que foi adiada neste ano devido à pandemia do coronavírus, apontou uma carta do escritório do Gabinete.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O Reino Unido propôs receber em novembro de 2021 uma cúpula climática da Organização das Nações Unidas (ONU) que foi adiada neste ano devido à pandemia do coronavírus, apontou uma carta do escritório do Gabinete vista pela agência inglesa de notícias Reuters.

Premiê Boris Johnson e David Attenborough observam projeção da Terra durante conferêcia sobre clima
Premiê Boris Johnson e David Attenborough observam projeção da Terra durante conferêcia sobre clima

Espera-se que a cúpula de duas semanas, a maior já realizada no Reino Unido, promova novas metas de centenas de líderes mundiais para cumprir o acordo de Paris sobre as mudanças climáticas e agir para evitar o aquecimento global.

O governo britânico propôs que a conferência, conhecida como COP-26, fosse remarcada para 1 a 12 de novembro de 2021, de acordo com a carta vista pela Reuters, endereçada à ONU.

“Estamos trabalhando com nossos parceiros internacionais para acertar novas datas para a realização da COP-26 depois que foi adiada. Iremos definir isso no devido tempo”, disse um porta-voz do governo, confirmando que a conferência ainda será realizada em Glasgow.

A mudança

A carta não dizia se a mudança significaria adiar a cúpula anual seguinte da ONU sobre o clima (COP-27), que deveria ocorrer na África no final de 2021.

Qualquer decisão sobre uma nova data cabe ao órgão climático da ONU, que se reúne na quinta-feira para discutir a proposta britânica.

Esperava-se que a cúpula de Glasgow servisse como um prazo para quase 200 países anunciarem novas e mais ambiciosas metas de redução de emissões sob o acordo de Paris.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *