Relatório da Câmara dos EUA sugere desmembrar gigantes de tecnologia

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 6 de outubro de 2020 as 11:15, por: CdB

O relatório antitruste da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos sobre as gigantes de tecnologia contém um “pedido velado para desmembrar” as empresas, disse o parlamentar republicano Ken Buck.

Por Redação, com Reuters – de Washington

O relatório antitruste da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos sobre as gigantes de tecnologia contém um “pedido velado para desmembrar” as empresas, disse o parlamentar republicano Ken Buck, citando um esboço do documento visto pela agência inglesa de notícias Reuters.

Relatório da Câmara dos EUA sugere desmembrar gigantes de tecnologia, diz parlamentar
Relatório da Câmara dos EUA sugere desmembrar gigantes de tecnologia, diz parlamentar

O subcomitê antitruste da Câmara deve publicar o relatório esta semana sobre Amazon, Apple, Facebook e Alphabet.

Um porta-voz de Buck confirmou à Reuters a autenticidade do documento.

No texto, Buck afirma que compartilha das preocupações dos democratas sobre o poder das grandes empresas de tecnologia, com sua tendência para aquisições para eliminar rivais e a inclinação em direcionar clientes para seus próprios produtos.

Facebook, Instagram e WhatsApp

No entanto, ele se opôs a um plano que exige que as empresas definam uma “linha única de negócios”. O Facebook também possui o Instagram e o WhatsApp e está avançando sobre o setor financeiro, os negócios do Google incluem o YouTube e o Android, e a Amazon opera uma enorme unidade de computação em nuvem e está crescendo na indústria de produção de conteúdo.

– Esta proposta é um apelo velado para desmembrar as grandes empresas de tecnologia. Não concordamos com a abordagem da maioria – escreveu Buck.

Ainda não se sabe quantos republicanos apoiarão o relatório, que está sendo comandado pelo democrata David Cicilline. Relatórios e recomendações com apoio bipartidário costumam ter um impacto maior.

– O relatório oferece uma visão arrepiante de como Apple, Amazon, Google e Facebook usaram seu poder para controlar como vemos e entendemos o mundo – escreveu Buck.

Ele concordou com algumas das recomendações do texto, como tornar mais fácil para o Departamento de Justiça e a Federal Trade Commission interromper fusões, e permitir que os consumidores controlem seus dados por meio da portabilidade e interoperabilidade entre plataformas.

– Essas mudanças potenciais não precisam ser dramáticas para serem eficazes – escreveu Buck.