Remoção de Fortnite de lojas de aplicativos ameaça vida social de jogadores

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 17 de agosto de 2020 as 12:08, por: CdB

Uma notificação do YouTube interrompeu os estudos de Jack Erricker na manhã de sexta-feira, quando ele e crianças de todo o mundo acordaram com a notícia de que seu jogo favorito, Fortnite, havia sido retirado da App Store da Apple e da Play Store do Google.

Por Redação, com Reuters – de Nova York/Bangalore

Uma notificação do YouTube interrompeu os estudos de Jack Erricker na manhã da última sexta-feira, quando ele e crianças de todo o mundo acordaram com a notícia de que seu jogo favorito, Fortnite, havia sido retirado da App Store da Apple e da Play Store do Google.

Remoção de Fortnite de lojas de aplicativos ameaça vida social de jovens jogadores
Remoção de Fortnite de lojas de aplicativos ameaça vida social de jovens jogadores

– É basicamente o único jogo que eu jogo – disse Erricker, um garoto de 11 anos de Bangalore, Índia, um jogador ávido do Fortnite em seu iPad. “Não estou feliz, não acho que seja uma decisão boa.”

O Fortnite, que atraiu mais de 350 milhões de jogadores em todo o mundo, é especialmente popular entre os jogadores mais jovens e se tornou uma das poucas formas de contato com o mundo exterior para crianças presas em casa durante a pandemia de coronavírus. Incapazes de brincar do lado de fora, as crianças passam horas com os amigos conversando e competindo no Fortnite, que é gratuito para jogar e está disponível em quase todos os dispositivos.

A Apple e o Google, da Alphabet, removeram na quinta-feira o Fornite de suas lojas de aplicativos por violar as diretrizes de pagamento dentro do aplicativo, e a notícia se espalhou rapidamente entre crianças que, de outra forma, são muito jovens para entender manchetes da CNN, BBC ou New York Times.

Jogo

A remoção significa que nenhum novo jogador pode baixar o jogo e o aplicativo não receberá atualizações nas lojas. Mas o jogo continuará funcionando por enquanto para quem já o possui.

Calum Jack, um garoto de 8 anos de Londres, ouviu a notícia sobre o Fortnite de amigos na Ásia assim que acordou às 6 da manhã. O assunto estava “em todo o YouTube”, disse ele.

A dona do Fortnite, a Epic Games, desafiou a política da Apple de receber parte do valor das compras feitas dentro dos aplicativos, permitindo que usuários paguem à Epic diretamente a um preço mais baixo. As ramificações financeiras da mudança eram aparentes até mesmo para os jovens jogadores.

– A Epic estava cortando as margens de lucro da Apple – disse Zoraan Kunnel, 13, de Bangalore, Índia.

Na quinta-feira, a Epic lançou um vídeo no Fortnite, no YouTube e em outros canais de mídia social zombando do icônico anúncio 1984 da Apple com a hashtag FreeFortnite.

– Meus amigos acham que Fortnite vai ganhar a disputa – disse Erricker. “Há muitas pessoas que jogam Fortnite, e elas serão contra a Apple.”

Quando questionado sobre o que ele fará se o jogo parar de funcionar em seu iPad, Jack disse: “Eu apenas jogaria no PS4”.