Renato Augusto e Alex Sandro são chamados para substituir lesionados na seleção brasileira

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 12 de novembro de 2018 as 12:23, por: CdB

Marcelo sofreu uma lesão muscular na coxa em 28 de outubro durante partido de seu time, o Real Madrid, contra o Barcelona, e não se recuperou a tempo de se apresentar à seleção para os próximos jogos, de acordo com a CBF.

Por Redação, com Reuters – do Rio de Janeiro/Milão

O técnico Tite convocou nesta segunda-feira o meio-campista Renato Augusto e o lateral-esquerdo Alex Sandro para as vagas dos lesionados Phillippe Coutinho e Marcelo para os amistosos deste mês contra Uruguai e Camarões, informou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Renato Augusto em treino da seleção brasileira

Marcelo sofreu uma lesão muscular na coxa em 28 de outubro durante partido de seu time, o Real Madrid, contra o Barcelona, e não se recuperou a tempo de se apresentar à seleção para os próximos jogos, de acordo com a CBF.

Já Coutinho teve diagnóstico da lesão muscular na coxa esquerda confirmado pelo médico da seleção, Rodrigo Lasmar, o que provocou o corte.

A seleção brasileira, que se reuniu em Londres nesta segunda-feira, enfrentará o Uruguai no dia 16 e jogará quatro dias depois contra Camarões, nos dois últimos jogos em 2018.

Higuaín pede desculpas por expulsão

O atacante Gonzalo Higuaín, do Milan, pediu desculpas por ter sido expulso na derrota de 2 a 0 de domingo para a Juventus, time que o emprestou ao time de Milão nesta temporada, em partida na qual também perdeu um pênalti no primeiro tempo.

Revoltado por ter sido penalizado após uma colisão com o zagueiro da Juve Medhi Benatia, o ex-atacante do Real Madrid e do Napoli foi punido por reclamar e recebeu outro cartão amarelo imediatamente por continuar a protestar.

“Primeiramente quero pedir desculpas ao time, ao técnico, aos torcedores e ao árbitro por minha reação”, disse Higuaín.

– Assumo a responsabilidade pelo que aconteceu. Obviamente espero que não aconteça novamente. Foi um daqueles momentos, estávamos perdendo, errei um pênalti e não somos robôs, mas pessoas. Mas não quero tentar justificar minhas ações.

A Juventus emprestou Higuaín ao Milan por um ano, com opção de compra, depois de comprar Cristiano Ronaldo do Real Madrid, e o argentino reiterou que não foi decisão sua sair.

– Foi tomada por outros, não eu. Sempre dei tudo em Turim – disse Higuaín, que marcou 55 gols em 105 atuações com a Juventus, incluindo 40 em 73 jogos na liga italiana.

– Agora estou no Milan e estou bem aqui. Sou uma pessoa e um jogador muito emotivo, então às vezes é difícil me conter. Dá pra ver no meu rosto se estou me sentindo bem ou mal – acrescentou.

– Somos uma exemplo para as crianças, e sei que minha ação não foi a correta.

Ele ainda agradeceu os ex-colegas de Juventus que tentaram contê-lo.

– Tinha um grande relacionamento com eles, fiquei satisfeito por eles virem e tentarem me segurar. Eles sabem que jogadores têm emoções e que este jogo deu errado, acima de tudo para mim, e só posso me desculpar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *