Resgate em caverna na Tailândia só ocorrerá ‘sem riscos’, dizem autoridades

Arquivado em: Ásia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 4 de julho de 2018 as 13:43, por: CdB

Retirada de adolescentes em meio a inundação deve ser bastante complicada, dizem especialistas. Preso na caverna há mais de dez dias, grupo tem aulas de mergulho e deve permanecer no local por meses

Por Redação, com DW – de Bangcoc:

Equipes de resgate na Tailândia afirmaram que a complicada operação para retirar um grupo de jovens presos numa caverna inundada será realizada somente quando for possível assegurar que não haverá riscos para os meninos, que já estão no local há 11 dias.

Equipes de resgate analisam mapa da região onde está localizada a caverna, na província de Chiang Rai

– Temos de estar 100% confiantes de que não há riscos para os meninos – disse nesta quarta-feira o governador da província de Chiang Rai, Narongsak Osottanakorn. “Cuidaremos deles como se fossem nossos próprios filhos”, afirmou.

O grupo é formado por 12 adolescentes, com idades entre 11 e 16 anos, e seu treinador em um time de futebol juvenil, de 25 anos. O processo para resgatá-los do tortuoso complexo de cavernas, inundadas após fortes chuvas na região, deverá ser cheio de desafios.

Os meninos já estão recebendo aulas de mergulho com máscaras e tubos de oxigênio. Especialistas, porém, alertam que esta seria uma possibilidade bastante arriscada, ainda mais porque os meninos nunca praticaram mergulho e pode ser que alguns sequer saibam nadar.

Gary Mitchell, vice-presidente do Conselho Britânico de Resgate em Cavernas, entidade que participa das buscas na Tailândia, ressaltou em entrevista à agência alemã de notícias Deutsche Welle (DW) que a hipótese de retirar os meninos pela água é bastante complicada.

– As passagens inundadas têm um quilômetro de extensão. É uma tarefa imensa para qualquer um, a não ser para um mergulhador realmente experiente e ainda mais para um grupo de jovens que jamais praticou mergulho – afirmou, alertando que as correntes subterrâneas podem ser bastante fortes.

– É possível que eles permaneçam lá por um mês ou mais. É uma operação bastante séria manter pessoas vivas e bem nessas condições – observou. “Se continuar a chover por mais quatro meses, há uma forte possibilidade de que não consigam retirá-los através do mergulho”, disse Mitchell à DW.

Além da opção de retirá-los através da água, outra hipótese é perfurar uma nova passagem até a superfície. É possível também que o grupo tenha de simplesmente aguardar até que as águas retrocedam, o que poderá levar meses, até o final da estação de chuvas no país.

As autoridades realizam uma drenagem ininterrupta da água na caverna, removendo cerca de um centímetro por hora através de uma operação de grande porte, mas evitam definir um prazo para a remoção do grupo.

Marinha tailandesa

Uma equipe de elite da Marinha tailandesa filmou uma mensagem dos meninos a suas famílias. Eles aparecem fazendo uma saudação tradicional para a câmera, dizendo seus nomes e afirmado que estão bem de saúde. O vídeo termina de modo alegre, com um dos meninos dizendo que tinha sido esquecido durante a filmagem, gerando risos entre os membros do grupo.

Nas imagens, os meninos parecem estar mais relaxados e alertas do que no momento em que foram encontrados pelos mergulhadores numa elevação lamacenta cercada de água. A mensagem trouxe alívio ao país, que acompanha com ansiedade o caso, na esperança de que o resgate numa das mais extensas cavernas tailandesas ocorra com êxito.

Vários mergulhadores da Marinha e alguns médicos já foram até o local onde os meninos estão. A prioridade no momento, segundo as autoridades, é melhorar a condição física e mental dos meninos.

As autoridades asseguram que há alimentos, medicamentos e equipamentos estocados em uma base subterrânea que podem durar até quatro meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *