Resultados da indústria deixam Alemanha próxima da recessão

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 7 de outubro de 2019 as 11:15, por: CdB

O contratos para produtos fabricados na Alemanha caíram 0,6% em agosto sobre o mês anterior, contra expectativa de queda de 0,3%.

Por Redação, com Reuters – de Berlim

As encomendas à indústria da Alemanha caíram mais do que o esperado em agosto devido à demanda doméstica mais fraca, mostraram dados divulgados nesta segunda-feira, ampliando os sinais de que as perdas na indústria estão levando a maior economia da Europa à recessão.

A economia encolheu 0,1% no segundo trimestre, e dados recentes indicam uma contínua fraqueza na indústria no terceiro trimestre
A economia encolheu 0,1% no segundo trimestre, e dados recentes indicam uma contínua fraqueza na indústria no terceiro trimestre

O contratos para produtos fabricados na Alemanha caíram 0,6% em agosto sobre o mês anterior, contra expectativa de queda de 0,3%. A demanda por bens de capital recuou 1,6%, informou o Ministério da Economia.

– A economia alemã está no meio de uma recessão. Os dados de hoje deixam isso claro de novo – disse Thomas Gitzel, economista do VP Bank Group.

A economia encolheu 0,1% no segundo trimestre, e dados recentes indicam uma contínua fraqueza na indústria no terceiro trimestre. A maioria dos economistas define recessão como dois trimestres seguidos de contração.

– O governo alemão provavelmente ficará sobre crescente pressão para abandonar sua política de orçamento rígido – completou Gitzel.

Até agora o governo tem mantido sua política de orçamento equilibrado, apesar da pressão de economistas e outros governos para gastar mais e alimentar a demanda.

Pesquisas reduzem chance de crescimento

Os principais institutos econômicos da Alemanha reduziram no início deste mês suas previsões de crescimento da maior economia da Europa para este ano e o próximo, culpando a demanda global mais fraca por produtos manufaturados e o aumento da incerteza empresarial relacionada a disputas comerciais.

As revisões, que alimentam as previsões do próprio governo, refletem crescentes temores de que uma desaceleração na Alemanha, provocada pela recessão no setor manufatureiro, dependente da exportação, possa prejudicar toda a economia da zona do euro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *