Rio conta com o mais moderno sistema de videomonitoramento de penitenciárias

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 5 de setembro de 2019 as 11:41, por: CdB

A partir deste mês, o Rio de Janeiro é o Estado com o sistema de videomonitoramento de unidades prisionais mais moderno do Brasil.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

A partir deste mês, o Rio de Janeiro é o Estado com o sistema de videomonitoramento de unidades prisionais mais moderno do Brasil. Legado do Gabinete de Intervenção Federal (GIF), com investimento de R$ 28 milhões, a avançada central de vigilância, com 1,8 mil câmeras, dispõe de speed dome, tecnologia para visualização de longo alcance instalada em pontos estratégicos como corredores de pavilhões, pátios, portarias, áreas externas, muralhas e galerias.

Ao todo, o Rio de Janeiro tem 51 unidades prisionais

Além disso, os dispositivos contam ainda com reconhecimento facial, identificadoras de placas veiculares, além de gerenciador de imagens com inteligência artificial.

O sistema, instalado no Complexo de Gericinó, em Bangu, ainda conta com vídeo wall, com 12 telas e 10 monitores, e servidores de última geração para armazenamento de imagens.

– É o mais moderno centro de monitoramento do país, com 1.800 câmeras que possuem 90% de efetividade no reconhecimento facial distribuídas em todas as 51 unidades prisionais do estado. A Secretaria de Administração Penitenciária faz parte do sistema de segurança pública. É notória a diminuição dos índices de criminalidade em todo o país quando há um aparato prisional seguro e eficaz – explicou o secretário de Administração Penitenciária, Alexandre Azevedo.

Na sede da secretaria, no Centro do Rio, há outro centro de monitoramento, interligado com o de Gericinó.

Unidades do Estado monitoradas

Ao todo, o Rio de Janeiro tem 51 unidades prisionais sob administração da Secretaria de Administração Penitenciária, 27 delas estão no Complexo de Gericinó, que concentra 80% da população carcerária fluminense. A integração do sistema permite o monitoramento à distância de todas as penitenciárias pelos agentes.

Parcerias entre a Secretaria de Polícia Civil e o Detran.RJ estão sendo feitas para o uso compartilhado dos respectivos bancos de dados para identificação de pessoas e veículos que entram e saem das unidades.

Além disso, segundo a pasta, os novos equipamentos, que têm tecnologia norte-americana, são protegidos contra a ação de ataques virtuais e vão também auxiliar as fiscalizações. O objetivo é coibir a entrada de materiais ilícitos e possíveis regalias nos locais, o que promove um fortalecimento da corregedoria da pasta.

– Em uma situação de crise, será possível ter as informações em tempo real, sendo possível acionar todos os entes do Estado. É um avanço para a tomada de decisões rápidas e estratégicas pelo Governo. Este novo sistema entrega uma eficaz segurança pública para a sociedade Fluminense – finalizou o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *