Rio: Disque Denúncia quer informações sobre acusados de matar casal

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 1 de junho de 2018 as 11:39, por: CdB

Segundo o Disque Denúncia, organização não governamental que trabalha em parceria com a Polícia Civil, o crime está relacionado à milícia que controla ilegalmente a Gardênia Azul

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

O Disque Denúncia está oferecendo recompensa de R$ 1 mil por informações que levem à prisão de dois acusados de matar um casal em fevereiro, na Gardênia Azul, comunidade da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. Adriano da Silva Cavalcanti, o Palmilha, e Iris Mairla da Silva Resende foram mortos a tiros na manhã de 19 de fevereiro deste ano, em uma avenida da comunidade.

Disque Denúncia quer informações sobre acusados de matar casal no Rio

Segundo o Disque Denúncia, organização não governamental que trabalha em parceria com a Polícia Civil; o crime está relacionado à milícia que controla ilegalmente a Gardênia Azul.

Os suspeitos Alberto Domingos Teixeira Bastos, conhecido como Beto Bala; e Ricardo da Silva Alves, o Pirata, já tiveram prisão preventiva decretada pela 4ª Vara Criminal do Rio e estão foragidos.

Outro suspeito de envolvimento no homicídio, Guilherme Teixeira da Silva Nascimento; foi preso em maio por agentes da Delegacia de Homicídios da Capital.

De acordo com o Disque Denúncia, o crime ocorreu depois que Adriano; que também seria ligado à milícia de Gardênia Azul; suspeitou que o irmão de Guilherme estivesse desviando dinheiro da organização criminosa.

As vítimas

Para apurar os fatos, Adriano e Iris marcaram um encontro com Guilherme no dia 19 de fevereiro. Ao chegar ao local da reunião, as vítimas se depararam não só com Guilherme, como também com Beto Bala e Pirata, que integram a milícia. Depois disso, o casal foi assassinado.

Informações podem ser passadas pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram (21) 98849-6099; pelo inbox do Facebook (www.facebook.com/procurados.org/); pelo telefone (21) 2253-1177; ou pelo aplicativo para celular “Disque Denúncia RJ”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *