Rio: quase 2,5 milhões de foliões brincaram o fim de semana de carnaval

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020 as 12:04, por: CdB

O fim de semana de carnaval teve mais de dois milhões de foliões brincando nas ruas da cidade do Rio de Janeiro, informou nesta segunda-feira a prefeitura carioca.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O fim de semana de carnaval teve mais de dois milhões de foliões brincando nas ruas da cidade do Rio de Janeiro, informou nesta segunda-feira a prefeitura carioca.

Desde a sexta-feira, a Cfer removeu 734 veículos de áreas irregulares
Desde a sexta-feira, a Cfer removeu 734 veículos de áreas irregulares

No domingo, cerca de 54 blocos desfilaram, totalizando 1,4 milhão de pessoas dispostas a se divertirem na maior festa do mundo. Com estes números, o fim de semana já soma perto de 2,5 milhões de cariocas e turistas brincando no carnaval.

Blocos

No aterro do Flamengo, o Bangalafumenga reuniu 500 mil pessoas, enquanto no Leblon, a festa foi comandada pelo bloco Areia, que reuniu 385 mil pessoas. O tradicional bloco do Boitatá fez sua apresentação no centro do Rio e animou 80 mil foliões.

O TocoXona, no Flamengo, pregou a diversidade e animou 25 mil foliões. Em Ipanema, o tradicional Simpatia é Quase Amor realizou seu segundo desfile e o Toca Raul animou os fãs de Raul Seixas na praça Tiradentes, no centrop da cidade, no fim da tarde.

Assistência Social

Equipes da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos fizeram 2.958 abordagens para distribuição de material informativo e 619 pulseiras de identificação para crianças e adolescentes acompanhados dos pais até a madrugada de domingo.

O Espaço de Proteção de Crianças e Adolescentes, situado na 1ª Coordenadoria de Assistência Social e Direitos, na Praça Onze, está recebendo crianças de 2 a 11 anos e 11 meses de idade, em situações que violam seus direitos. O espaço funcionará até esta terça-feira, das 18h às 6h. O serviço estará disponível também no próximo sábado, no mesmo horário. Nesta segunda-feira o espaço funcionou das 16h à meia-noite.

Veículos

A Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), removeu, até as 17h de no domingo, 267 veículos em toda a cidade, sendo que 78 remoções ocorreram em áreas de passagem de blocos carnavalescos e no entorno do Sambódromo.

Desde a última sexta-feira, quando foi iniciada a Operação Carnaval, a Cfer rebocou 734 automóveis (sendo 124 em pontos de blocos e no Sambódromo) e registrou 32 infrações em áreas de estacionamento da cidade.

A operação conta com apoio de 40 reboques estacionados em pontos estratégicos. O atendimento é feito também no canal 1746. Informações sobre veículos removidos podem ser obtidas no site.

Controle Urbano

No domingo, a Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano, da Secretaria Municipal de Fazenda, efetuou operação de ordenamento em diversos blocos de carnaval na cidade.

A Coordenadoria de Controle Urbano (CCU) apreendeu duas credenciais de promotores de venda não cadastrados nos blocos Bangalafumenga e Areia. As ações resultaram também na apreensão de 520 quilos de alimentos perecíveis.

Desde o início do carnaval, a CCU apreendeu 2.717 itens como botijões de gás e bebidas alcoólicas comercializadas em garrafas de vidro, item proibido por lei nos blocos de carnaval.

A Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF) atuou ainda nos principais blocos do centro e das Zonas Oeste e Sul da cidade. O foco foi a fiscalização de publicidade não autorizada e o marketing de emboscada. O marketing de emboscada é toda publicidade paralela que evoque ou esteja de alguma forma associada a eventos sem a devida autorização dos seus realizadores.

Foram identificadas publicidades e ações promocionais irregulares nos blocos Areia, Bangalafumenga, Laranjada Samba Clube, Banda do Bairro Peixoto e Banda do Recreio.

Os quiosques da orla da Barra da Tijuca e do Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste, foram fiscalizados mas as ações não encontraram irregularidades. A CLF também fiscalizou estabelecimentos comerciais no Leblon, Zona Sul, e na Cinelândia, região central, que foram notificados por ocupação irregular de calçada.

Vigilância Sanitária

A Subsecretaria de Vigilância Sanitária do Rio inspecionou 23 blocos em diversos bairros da cidade. Realizadas por técnicos das coordenações de Fiscalização Sanitária, de Saúde e de Alimentos, as ações resultaram em 21 infrações, 15 delas por ausência de licença sanitária de veículos e até para a realização do evento, cinco por equipe incompleta e uma por falta de posto médico. Considerando as inspeções feitas desde sexta-feira, a Vigilância Sanitária atuou em 63 blocos, totalizando 37 infrações, a maioria por falta de licença sanitária.

Guarda Municipal

A Guarda Municipal do Rio efetuou diversas ações de ordenamento urbano e de controle e fiscalização de trânsito em apoio aos blocos de carnaval em todas as regiões da cidade.

As equipes atuaram no Bangalafumenga; Princesinha do Recreio, no Recreio dos Bandeirantes; Cordão do Boitatá; Simpatia é Quase Amor; Bloco Areia, no Leblon, entre outros, de acordo com o balanço divulgado pela prefeitura do Rio.

A Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos flagrou um bloco não autorizado desfilando por várias ruas do centro. Trata-se do Boi Tolo. Todo o trajeto do bloco foi acompanhado e registrado pelas câmeras do Centro de Operações. Os responsáveis pela agremiação já estão sendo identificados pelo Serviço de Inteligência da prefeitura e serão multados pela Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb), de acordo com a quantidade de lixo gerada.

A prefeitura salientou que como se se trata de um bloco não autorizado, o desfile não contou com a presença de guardas municipais ou da Polícia Militar.

CET-Rio

A operação de trânsito feita durante o carnaval pela Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro (CET-Rio) conta com um efetivo de 260 operadores. Ontem, os fechamentos do Sambódromo e blocos ocorreram sem maiores transtornos, comunicou a assessoria de imprensa da administração municipal.

Mobilização

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR) continua em estágio de mobilização desde as 8h30 do último sábado. Segundo o Sistema Alerta Rio, a umidade do oceano em direção ao continente pode causar ainda chuva fraca em alguns bairros do município do Rio de Janeiro. Até 1° de março, o COR contará com apoio do Comitê de Operação de Carnaval, que integra os órgãos envolvidos na atuação durante a festa carnavalesca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *