Rio investirá em novos equipamentos para unidades de saúde

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 1 de outubro de 2019 as 14:50, por: CdB

A Prefeitura do Rio de Janeiro investirá mais R$ 500 milhões na modernização do parque tecnológico das unidades da Secretaria Municipal de Saúde.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

A Prefeitura do Rio de Janeiro investirá mais R$ 500 milhões na modernização do parque tecnológico das unidades da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Investimento permitirá a aquisição de novos tomógrafos, como o já inaugurado no Hospital Lourenço Jorge
Investimento permitirá a aquisição de novos tomógrafos, como o já inaugurado no Hospital Lourenço Jorge

O chamamento da audiência pública, prevista para o próximo dia 15, no auditório do subsolo do Centro Administrativo São Sebastião, está publicado na edição do Diário Oficial do Município desta terça-feira. A previsão é que o pregão ocorra em 18 de novembro, com a chegada dos equipamentos programada para o início de 2020.

Ao todo, serão mais de 11 mil itens a serem adquiridos para as unidades da rede municipal. Entre os equipamentos, estarão mais 15 tomógrafos e cinco aparelhos de ressonância magnética, além de cerca de 4 mil camas/macas hospitalares de diversos tipos, para pacientes de diferentes perfis físicos, como obesos até 300kg.

– Nós estamos fazendo o pregão eletrônico para a compra de meio bilhão de equipamentos médicos para hospitais municipais. São milhares de camas. São 4 mil camas hospitalares. São vários tomógrafos, várias ressonâncias magnéticas… São meio bilhão de equipamentos e há várias empresas chinesas que já deram propostas e podem ser também as maiores fornecedoras de equipamento médico para os hospitais do RJ – afirmou o prefeito Marcelo Crivella.

Projeto

Esta é a segunda fase do projeto do prefeito Marcelo Crivella de modernização e ampliação do parque tecnológico da rede municipal de saúde, oferecendo mais qualidade na assistência aos pacientes. Na primeira etapa, com os R$ 50,2 milhões de emenda parlamentar da época em que Crivella era senador, foi priorizada a recuperação tecnológica dos hospitais, que tinham equipamentos sucateados e já sem condições de uso. Entre os itens adquiridos, estavam 11 tomógrafos (sete deles já inaugurados; outros quatro serão instalados após conclusão de obras nos hospitais) e o primeiro aparelho de ressonância magnética da Secretaria Municipal de Saúde.

Na próxima etapa, serão adquiridos mais equipamentos, o que aumentará a oferta de vagas para esses dois exames, além de outros procedimentos. A licitação será feita em lotes e aberta a fornecedores internacionais. Assim, o município do Rio de Janeiro poderá contar com ofertas do que há de melhor no mundo em tecnologia aplicada à saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code