Rio: morador de rua que esfaqueou três pessoas já teve passagem pela polícia

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 29 de julho de 2019 as 12:17, por: CdB

Plácido foi baleado e preso por policiais militares. Na tentativa de prisão, outras três pessoas foram feridas.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O corpo do professor Marcelo Henrique Correia Reis foi sepultado nesta segunda-feira no Cemitério do Caju, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Morador de rua esfaqueia e mata duas pessoas na Lagoa

O professor, de 35 anos, foi morto a facadas pelo morador de rua Plácido Correa de Moura, de 44 anos, na Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul do Riode Janeiro.

O crime ocorreu na Rua Abelardo Lobo por volta das 12h de domingo. A primeira vítima foi o engenheiro elétrico João Napoli, de 34 anos, que parou o seu carro no semáforo da rua, que fica nas imediações da entrada do túnel Rebouças. Imagens de câmeras mostram que o morador de rua esperou o carro parar para atacar João Napoli.

A namorada de João, Caroline Moutinho, saiu do banco do carona e também foi ferida a faca por Plácido. João morreu na hora e Caroline está internada no Hospital Miguel Couto. Segundo boletim da secretaria municipal de Saúde, ela está fora de perigo.

Plácido foi baleado e preso por policiais militares. Na tentativa de prisão, outras três pessoas foram feridas.

Segundo testemunhas, ele sofre de problemas psiquiátricos e, de acordo com policiais que tentaram colher seu depoimento, estava “desorientado”. De acordo com a Delegacia de Homicídios, Plácido já teve passagem pela polícia por invasão de propriedade privada.

João e Caroline namoravam há seis anos. Em sua conta no aplicativo Instagram ela publicou, há um mês: “Eu não preciso de um dia para comemorar a sorte do nosso encontro”.

Policiais

De acordo com a Polícia Militar, homens do 23º Batalhão da PM, do Leblon, foram acionados. Durante a abordagem, policiais foram feridos por Plácido.

O morador de rua foi levado para o Hospital Miguel Couto. Também ficaram feridos um policial e a militar Girlane Sena, que permanece internada, com quadro de saúde estável, no Hospital do Corpo de Bombeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *