Rio: PM investiga policiais que deram choques em morador de rua

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 3 de abril de 2018 as 13:30, por: CdB

De acordo com a PM, os policiais disseram que são constantemente alvos de pedradas desferidas por moradores de rua e usuários de crack que vivem na Rua Sá Ferreira, naquele bairro

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

Policiais militares foram flagrados dando choques com arma taser em um morador de rua da Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar, os agentes que aparecem nem vídeo divulgado pelas redes sociais, são lotados na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Pavão-Pavãozinho, em Copacabana, já foram ouvidos pela Corregedoria da instituição.

PM investiga policiais que deram choques em morador de rua no Rio

De acordo com a PM, os policiais disseram que são constantemente alvos de pedradas desferidas por moradores de rua e usuários de crack que vivem na Rua Sá Ferreira, naquele bairro.

Ainda segundo a PM, no vídeo, os policiais estavam imobilizando e algemando um dos agressores; que depois de levar os choques, foi encaminhado para a Delegacia de Copacabana (13ª DP).

Atropelador de músico

O Portal dos Procurados do Disque-Denúncia divulgou nesta terça-feira um cartaz com pedido de ajuda para obter informações que possam levar à identificação e prisão da pessoa; que atropelou e matou o músico e ciclista André Rodrigues; de 50 anos, no último domingo, no Aterro do Flamengo. O acidente aconteceu próximo ao Monumento aos Pracinhas.

O atropelador, que estaria em um carro de cor escura; fugiu sem prestar socorro. André chegou a ser levado consciente para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro; mas sofreu três paradas cardíacas e acabou não resistindo aos ferimentos.

Testemunhas

A 9ª Delegacia de Polícia, no Catete, encarregada do caso; localizou quatro testemunhas do atropelamento. Elas estão sendo aguardadas pelo delegado titular; Alexandre Henrique Duarte Braga, para prestarem depoimento.

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização do atropelador pode denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099 ; pelo Facebook/(inbox), no endereço https://www.facebook.com/procurados.org/; e pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177. O anonimato é garantido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *